O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
16 nov 2005 - 12h14

Ironia do destino

Quis o destino que eles (usarei o pronome “eles” durante o texto para definir o nosso maior rival que se encontra em uma situação um tanto quanto delicada) dependessem de nós na reta final do campeonato brasileiro. Diz um velho ditado popular que o castigo vem a cavalo, será? No caso deles eu tenho certeza que o castigo veio a jato.

Se voltarmos no tempo, mais precisamente na reta final do campeonato brasileiro do ano passado, encontraremos “eles” num joguinho sem vergonha contra o Santos entregando de bandeja a partida para o atual campeão brasileiro, não fizeram o menor esforço para sequer tentar segurar Robinho & Cia. Em meados do corrente ano, mais precisamente no mês de Junho o Atlético disputou a final da Copa Libertadores da América longe de Curitiba, pois o presidente pangaré do time deles não quis alugar o “Majestoso Esgouto Pereira” para o Furacão. Menos mal, assim não ficamos com dor na consciência se “perdermos” os jogos contra São Caetano e contra Paysandu dentro de casa.

Vale lembrar ainda que o mau caratismo faz parte da trupe do Alto da Glória e tenho certeza que nenhum dirigente ou jogador do Atlético pensaram em entregar os jogos em casa seja para prejudicar ou ajudar alguém, principalmente “eles”, até porque nosso retrospecto fora de casa não nos ajudou em 2005 e precisamos dos pontos para consolidar a conquista da vaga para a Copa Sul-americana.

Vou torcer da mesma forma fervorosa que “eles” torceram o ano passado para perdermos o bi campeonato e para perdermos a Libertadores esse ano e o melhor tenho certeza que a incompetência deles os levará para o inferno da 2º divisão do futebol brasileiro e que lá perdurem por muitos anos.

Alguém pode falar que estou sendo maldoso demais ou até desalmado mas a tal rivalidade que tanto a imprensa insiste em falar já não existe há muito tempo e somos sem dúvida nenhuma a maior potência do futebol paranaense. E “eles” que no começo do campeonato tiravam sarro da nossa lanterna agora vão ter que jogar muita bola para se livrar do fantasma da segundona.

Saudações Atleticanas e até quando Deus quiser nossos queridos rivais (para a imprensa porque para nós atleticanos essa rivalidade não existe mais) e vou torcer muito para que a segunda divisão pegue fogo o ano que vem.



Últimas Notícias

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…