16 nov 2005 - 11h54

Nem Tiago, nem Diego: Vinicius será o titular

Por essa ninguém esperava: o terceiro goleiro Vinicius será titular do Atlético no jogo contra o Cruzeiro, nesta quinta-feira às 20h30 no Estádio do Mineirão. Ontem, o técnico Evaristo de Macedo divulgou a relação dos 19 atletas que viajarão nesta quarta para Belo Horizonte e uma das novidades da lista foi a presença do goleiro Diego, titular do clube nas últimas duas temporadas e que estava machucado desde o início de outubro. A princípio, Diego ficaria no banco de reservas, enquanto que Tiago Cardoso seria mantido na equipe titular pela décima primeira partida consecutiva.

Nas rodas de conversas atleticanas, os torcedores já passavam a discutir quem deveria assumir o posto de titular nas últimas rodadas. Diego e Tiago Cardoso realizaram partidas excelentes neste ano e demonstraram que o clube está bem servido na posição. Graças ao excelente nível técnico de ambos, surgiu a dúvida sobre quem deveria jogar e quem deveria permanecer como suplente, aguardando uma oportunidade.

Nesta quarta-feira, a dúvida foi desfeita: nem Diego, nem Tiago Cardoso; o titular da meta atleticana será o jovem Vinicius, de apenas 20 anos. De acordo com a assessoria de imprensa do Atlético, Tiago sentiu dores no músculo adutor da coxa direita e foi vetado pelos médicos. Ele realizará uma ressonância magnética nesta quarta-feira, mas provavelmente estará liberado para o jogo de domingo, contra o São Caetano. Já Diego teve uma lombalgia e por essa razão não viaja para Belo Horizonte. Assim como Tiago, ele também deverá se recuperar para a próxima partida.

Responsabilidade e confiança

Com as contusões dos dois principais goleiros do elenco, quem assume a responsabilidade de defender a meta atleticana é Vinicius Barriviera, que pelo menos na altura leva vantagem: ele é 4cm mais alto que Diego e 3cm mais alto que Tiago. Natural de Marechal Cândido Rondon, Vinicius Barriviera começou sua carreira nos infantis do Atlético, em 1999. Foi titular do time de juniores nas temporadas de 2003 e 2004, ano em que conquistou o título da Dallas Cup. No ano passado, foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20. Logo depois, foi promovido ao time profissional e passou a ser o quarto goleiro da equipe (atrás de Diego, Cléber e Tiago Cardoso).

"É nessas horas que surgem os grandes jogadores. A gente conhece e a gente confia no Vinicius", afirmou o zagueiro Danilo, jogador que mais atuou pelo Atlético neste Brasileirão, garantindo que o grupo tem total confiança no companheiro. "Sabia que uma hora iria surgir essa oportunidade. Eu treino todos os dias para que eu dê conta do recado nessa hora", revelou o goleiro.

Vinicius disputou apenas uma partida profissional: a vitória por 3 a 2 contra o Francisco Beltrão, em fevereiro deste ano, pelo Campeonato Paranaense. Naquela ocasião, o Atlético jogou com o time reserva e foi dirigido pelo então auxiliar-técnico Lio Evaristo. No dia 7 de outubro, Vinicius sofreu uma luxação no dedo mínimo da mão esquerda e acabou ficando no departamento médico nos últimos dias, abrindo espaço para o quarto goleiro Andrey, que foi reserva de Tiago em alguns jogos. Recuperado, Vinicius ficou no banco nos três últimos jogos (Vasco, Palmeiras e Goiás). Diante do Cruzeiro, Andrey ficará no banco.

Notícia atualizada em 16/11/2005 às 12h37



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…