20 nov 2005 - 22h25

Furacão disputará a Copa Sul-Americana em 2006

O Atlético disputará a Copa Sul-Americana no ano que vem. A conquista de uma das vagas brasileiras na segunda mais importante competição de clubes do continente ocorreu neste domingo após o empate por 2 a 2 com o São Caetano. Com o ponto conquistado, o Rubro-negro chegou a 58 pontos e está garantido entre os onze melhores do Brasileirão.

O Brasil tem direito a dez vagas na Sul-Americana por critério técnico. A CBF resolveu destinar essas vagas ao campeão brasileiro e aos times classificados da terceira à décima primeira colocação. Atualmente, o Atlético ocupa a sétima colocação, mas pode terminar a competição entre o sexto e o décimo primeiro lugar. Além do Furacão, também já estão garantidos na Sul-Americana o Palmeiras e o Cruzeiro.

Curiosamente, Fluminense, Goiás, Internacional e Corinthians não estão assegurados na competição. Explica-se: o vice-campeão nacional não disputará a Sul-Americana. Como um dos quatro terminará em segundo lugar, pode acabar ficando de fora. De todo modo, os outros três certamente jogarão a Copa.

A Copa Nissan Sul-Americana começará no dia 6 de setembro e a final está marcada para 6 de dezembro. A primeira fase é regionalizada. Portanto, o Atlético enfrentará outra equipe brasileira num confronto mata-mata.

Cálculos

Com 58 pontos, o Atlético ainda pode ser matematicamente alcançado pelo Fortaleza, que é o 12° lugar com 58 pontos. Porém, o time cearense jogará contra Botafogo e São Paulo. Como tem confronto direto contra times que também lutam pela Sul-Americana, o aproveitamento total do Fortaleza nas duas últimas rodadas também garante o Furacão mesmo que o Rubro-negro perca seus dois jogos.

Clique aqui para conferir a classificação atualizada do Brasileirão.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…