24 nov 2005 - 11h48

Ferreira agradece ao torcedor pelo apoio

O meia colombiano David Ferreira foi contratado pelo Atlético em julho e rapidamente já se tornou um dos jogadores mais queridos pela torcida. Com boas atuações e muitos gols (ele é o terceiro artilheiro da equipe no Brasileiro), conquistou seu espaço na equipe e ganhou admiração de todos. Graças a isso, a diretoria atleticana anunciou nesta semana a renovação do contrato do jogador por mais três temporadas, garantindo um importante reforço para o próximo ano. Em comemoração ao comunicado da permanência de Ferreira, o site oficial do Atlético realizou uma entrevista com o craque atleticano. Confira a íntegra da entrevista publicada originalmente no www.atleticopr.com.br:

Como você recebeu a notícia que jogaria no Atlético?
Para mim foi uma alegria muito grande, porque sempre tive o sonho de jogar no exterior, ainda mais no Brasil. Além disso, eu joguei aqui em Curitiba duas vezes e já conhecia toda a estrutura, que é impressionante. Encarei como uma excelente oportunidade de crescer profissionalmente.

Em relação à sua adaptação, como você foi recebido no clube?
O Atlético é um time organizado como poucos dos que eu conheço, o estádio é impressionante e o Centro de Treinamentos é mais ainda. Quando eu cheguei me surpreendi porque os jogadores me receberam muito bem. É difícil que isso aconteça ainda mais quando se trata de um atleta estrangeiro. O Fernandinho, por exemplo, sempre foi um dos mais legais. No início eu falava bastante com ele e íamos almoçar juntos, isso foi importante para o meu entrosamento com o grupo. O Marín também foi essencial para a minha ambientação na cidade. Ele me deu várias dicas e isso contribuiu para minha rápida adaptação em todos os aspectos. Além dos jogadores, toda a diretoria e os funcionários do clube me ajudaram muito. Até hoje, quando preciso de algo tenho uma assessoria muito eficiente e atenciosa, isso faz a diferença. Não preciso se preocupar com coisas de fora de campo, aqui todos nós só precisamos nos concentrar no futebol, porque o resto sempre está tudo certo.

Você chegou depois de um curto período de férias, isso atrapalhou nas suas primeiras partidas?
Na minha primeira partida não fui muito bem justamente porque estava de férias na Colômbia, mas depois comecei a trabalhar até mesmos os domingos com o professor Tavares, que me ajudou muito para melhorar minha parte física. O professor Lopes (ex-treinador do Atlético) confiou muito e fui bem nos outros jogos. Agora, o professor Evaristo também é muito experiente e acredita no meu trabalho. Acho que o desempenho de todo o grupo é conseqüência de todos estes fatores, a preparação técnica e física é muito boa.

Na sua opinião qual foi sua melhor partida pelo Atlético?
Para a torcida o jogo contra o São Paulo, quando vencemos por 4 a 2, era muito importante e isso foi muito legal, porque fui muito bem e fiz dois gols que ajudaram o atlético a somar pontos importantes. Acho que esta foi uma das minhas melhores partidas, mas naquele dia todos foram bem e o mérito é do grupo.

Você comentou sobre os torcedores, no último jogo o estádio todo gritou o seu nome, como você recebeu este reconhecimento?
Eu ganhei o carinho da torcida e isso não é fácil. A torcida é muito exigente e apaixonada e eu sou estrangeiro. Fiquei muito alegre mesmo, posso dizer que fiquei emocionado, sem palavras para explicar. E isso também é uma imensa responsabilidade para os próximos jogos, porque preciso retribuir a confiança que a torcida e, principalmente, a comissão técnica tem em mim.

O que você espera do Atlético em 2006?
Eu quero pensar em ganhar as partidas, o Atlético é uma equipe grande e conseguiu coisas muito importantes nos últimos anos. Aqui nós não podemos mais pensar pequeno, precisamos sempre pensar em títulos e colocar o Atlético no ponto mais alto.

Você gostaria de mandar um recado para o torcedor atleticano?
Gostaria sim. Eu agradeço muito pelo apoio que os torcedores me deram no início da minha trajetória aqui no clube. Eles podem ter certeza que eu sempre darei o melhor de mim em campo para continuar dando alegrias aos torcedores e ao clube, que sempre me ajudaram. Além disso, queria fazer um agradecimento especial ao Borba Filho. Ele sempre me deu muito apoio e acreditou no meu trabalho, quando me indicou para a diretoria para jogar aqui no Atlético.



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…