24 nov 2005 - 12h20

Tchau 2005, que venha 2006

Chegou a hora, torcedor atleticano! Chegou a hora da despedida e de marcarmos um novo encontro com o nosso querido Atlético para a próxima temporada. Domingo, dia 27 de novembro, às 16 horas, temos a grande oportunidade de ver o Atlético jogar pela última vez em casa neste ano. Um ano que começou brilhante, com a emocionante conquista do Campeonato Paranaense sobre o nosso maior rival. Um ano internacional e inesquecível com a sensacional campanha na Copa Libertadores da América, época em que o time não estava engrenado, mas com muita força, muito suor e muita energia da torcida, o Atlético mostrou sua força para toda a América.

Após o vice-campeonato do torneio continental, o Atlético voltou seus pensamentos ao Campeonato Brasileiro, mas algumas rodadas já haviam passado e o Rubro-Negro chegou a ser lanterna da competição. Contudo, a torcida sabia, desde o início, que era apenas uma questão de tempo e o Furacão logo chegaria novamente entre os primeiros classificados.

E foi exatamente isso que aconteceu. Subimos tanto no campeonato que por pouco, muito pouco não beliscamos novamente uma vaga na Libertadores do próximo ano. Mas o destino assim desejou, e estava reservada a Copa Sul-Americana para quem sabe o sonho de um título internacional ser cravado pela primeira vez na Kyocera Arena.

E o Atlético mais uma vez superou seus limites. Quando muitos duvidavam, nós sempre acreditamos. Quando muitos nos deram por derrotados, viramos o jogo. Mostramos novamente a nossa força, e como resultado desta união, o Atlético não perdeu um jogo em casa sequer no returno do Brasileirão.

Não é preciso falar mais nada, torcedor! Todos já sabem que o objetivo é um só: lotar o Caldeirão no domingo, contra o Paysandu, e garantir a marca de terminar o returno sem derrotas em casa. Só o Furacão do Brasil é capaz de nos oferecer tamanha alegria.

Acima de tudo, vamos agradecer ao Atlético, primeiramente por fazer parte das nossas vidas, mas antes de qualquer coisa, por nos fazer sentir tão orgulhosos de torcer para um grande clube de futebol. Domingo será o grande dia de retribuir ao Atlético todas as alegrias de um ano simplesmente maravilhoso, inesquecível. Queremos mais, muito mais, mas para isso precisamos estar bem perto do Rubro-Negro.

O Atlético foi gigante em 2005, e o maior exemplo de amor será lotar a Baixada no domingo, cantar e vibrar ao embalo das nossas canções. Não será apenas mais um jogo, mas um jogo especial para reunirmos as boas energias para 2006, nos abraçar como em um grande ato de confraternização e encantar mais uma vez o país com a nossa maravilhosa energia.

Atleticano, no próximo domingo o seu principal compromisso é com o Atlético. Nos encontramos na Baixada para fechar o ano com chave de ouro, cantar em verso e prosa o hino do clube mais querido do país, levantarmos as mãos ao céu, e agradecermos, somente e simplesmente por sermos atleticanos. É com você, torcedor atleticano!

Ingressos

Os ingressos para o jogo contra o Paysandu foram colocados à venda nesta quinta-feira. Além da sede administrativa do clube, há outros quatro pontos de venda: Prajá Comes e Bebes, duas lojas da RD Pratas e Semijóias e CT do Caju. Clique aqui para saber mais informações sobre os locais de venda e os preços dos ingressos.

A partida contra o Payandu será transmitida ao vivo pelo canal Premiere Esportes, no sistema pay-per-view, e também pela Rádio Banda B (AM 550), parceira da Furacao.com.

Brasileiro – (27/11/05) – Atlético x Paysandu
L: Kyocera Arena; H: 16h; A: Fabrício Neves Corrêa (RS); T: Premiere Esportes (ppv) e Rádio Banda B (AM 550).

ATLÉTICO: Diego; Jancarlos, Adriano, Durval e Moreno; André Conceição, Alan Bahia, Cristian e Ferreira; Finazzi e Denis Marques. T: Evaristo de Macedo.

PAYSANDU: Ronaldo; Jamur, Marquinho, Felipe Saad e Cléber; Vanderson, Marabá, Rodrigo e Gian; Robson e Rafael Moura. T: Carlos Alberto Torres.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…