26 nov 2005 - 13h53

Manchetes atleticanas deste sábado

Na última em casa, Dênis Marques é titular
Depois de praticamente perder o ano, o atacante Dênis Marques está de volta ao Atlético para enfrentar o Paysandu, na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Com a contusão de Dagoberto e a saída de Washington, ele era a grande esperança de gols do Rubro-Negro em 2005, mas sofreu uma série de lesões, foi suspenso pela Fifa, não se firmou em nenhum momento e acabou decepcionando. Agora, ele só pensa em apagar a péssima impressão deixada e começar tudo de novo na próxima temporada.

Diego volta para esquecer pesadelo
Após quase dois meses sem vestir a camisa rubro-negra, Diego volta ao gol do Furacão amanhã, contra o Paysandu, às 16 horas, na Arena, disposto a dar fim àquele que ele classifica como o pior período da sua carreira. O motivo para a afirmação foram as duas lesões seguidas – um dedo quebrado e uma lombalgia – que chegaram a ameaçar a sua posição.

Dagoberto volta aos trabalhos com bola
O atacante Dagoberto, do Atlético-PR, voltou a fazer leves trabalhos com bola no CT do Caju nesta sexta-feira. Por causa de uma distensão na coxa esquerda, ele não joga há 19 dias, desde a partida contra o Palmeiras, quando o Atlético-PR goleou por 4 a 0.

Arena, até o ano que vem
Os torcedores do Atlético se despedem da Arena em 2005. Domingo às 16 horas, contra o Paysandu, o time faz a sua última partida do ano em Curitiba, pela 41ªa rodada do Campeonato Brasileiro. Na última rodada da competição, o time enfrenta o São Paulo, no Estádio do Morumbi. Após o jogo deste domingo, o Furacão só volta a atuar em seu estádio em 18 de janeiro, pela terceira rodada do Campeonato Paranaense, contra o Nacional, de Rolândia.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…