28 nov 2005 - 13h55

Análise de Atlético x Paysandu, por Priscila Pacheco

Análise do jogo Atlético 3 x 2 Paysandu
por Priscila Pacheco

Dia 27/11/2005, 16h00, último jogo do ano realizado na Kyocera Arena. Público abaixo do esperado, 9662 pessoas, mas todas com o mesmo ideal: ver o Furacão atuar em sua última partida em casa. Olhos atentos ao jogo e, ao mesmo tempo ouvidos aos radinhos, esperando de vez a queda de seu maior rival.

Começa o jogo. Primeiro tempo um tanto equilibrado, com o Furacão jogando melhor, mas sem chegar à conclusão, o gol. Aos 13 minutos, um susto! Robson cabeceia, mas Diego fez uma grande defesa, mostrando que voltou em plena forma para permanecer como titular!

Denis Marques fez uma jogada incrível, invadiu a área, era só fazer, mas não conseguiu concluir. Seria um golaço! Mas no decorrer do jogo, errou muitos passes. Finazzi não teve domínio da bola, perdendo gols importantes para o Atlético e para ele mesmo, que está em terceiro lugar na disputa pela chuteira de ouro. Talvez isso tivesse o atrapalhado, pois a ansiedade era grande para fazer gol.

Ferreira destacou-se bastante, mas perdeu um gol inacreditável. Segundo tempo, o Furacão voltou com tudo, sendo que aos 7 minutos, a rede balançou pela primeira vez! Com um cruzamento de Denis pela direita, Finazzi conclui e vai comemorar!

Ferreira derrubado dentro da área. Pênalti! Alan Bahia, como capitão do time, decide bater, havendo uma pequena discussão entre ele e Finazzi. Mas o que importa é que a rede balançou! Chutou rasteirinha, tranqüilo. Com uma jogada de Jancarlos, Denis conclui de cabeça para delírio da torcida atleticana. Com uma falha da defesa, Paysandu desconta, sem chances para Diego.

A torcida estava eufórica e ao mesmo tempo aflita pelo resultado que estava o jogo entre São Caetano e Coritiba, até que a Kyocera Arena informa: gol do São Caetano! A empolgação era tanta que nem se percebeu o segundo gol do Paysandu. Em uma cobrança de escanteio, Balão marca sozinho dentro da pequena área, havendo mais uma falha da defesa.

Alan Bahia foi o jogador que mais se destacou. Sua presença nos jogos faz a diferença. O meio de campo “fecha-se” com sua forte marcação. Diego teve grande destaque, fez defesas muito importantes e mostrou que está 100% recuperado e disposto a assumir o seu lugar. Moreno, em sua estréia, mostrou-se um pouco tímido, errou alguns cruzamentos, mas com mais treinos táticos irá subir de produção.

Fim de jogo, e todos os jogadores foram agradecer à torcida, que em pé aplaudiu nosso elenco, mostrando muita gratidão pela campanha realizada neste Brasileiro, que foi muito tumultuada no início do campeonato, mas muito guerreira no decorrer do ano.

Parabéns, Atlético Paranaense!

Priscila Pacheco, 23 anos, é administradora de empresas e colaboradora da Furacao.com.

O texto acima não representa necessariamente a opinião dos integrantes da Furacao.com e sua autora se responsabiliza integralmente pelo conteúdo. Entre em contato com a autora pelo e-mail priscila@fertipar.com.br.



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…