3 dez 2005 - 18h15

Atlético sai na frente na decisão dos juniores

A equipe de juniores do Atlético saiu na frente na primeira partida da final do Campeonato Paranaense de Juniores 2005. O time ganhou do Paraná pelo placar de 3 a 2, neste sábado, no CT do Caju. Para consagrar-se bicampeão da competição, basta o Atlético empatar na segunda partida.

A final do Campeonato Paranaense de Juniores 2005 será no próximo sábado às 15h30 no estádio Erton Coelho de Queiroz, no Boqueirão e terá portões abertos para as torcidas.

O jogo

O jogo foi bastante tenso entre as equipes, com duas expulsões do lado tricolor (Bruno e Nelo), e outra pelo lado atleticano (Alex). O primeiro gol atleticano saiu após bela jogada de Anderson Aquino que passou para Schumacher, livre na área. O artilheiro driblou o goleiro e sofreu pênalti, que ele mesmo bateu e converteu, aos 21 minutos do primeiro tempo. Dois minutos depois, Diego igualou o placar a favor do Paraná. No final do primeiro tempo, aos 43 minutos, Sammir tocou para Thiago chutar forte de fora da área e marcar o segundo gol atleticano.

Na etapa final, logo aos 10 minutos, Alex cobrou escanteio e o zagueiro atleticano Chico fez gol contra. Após o empate foi a vez da estrela do meia Sammir brilhar. Em bela jogada pessoal, deixou Anderson Aquino na cara do gol paranista. O atacante atleticano chutou forte, decretando a vitória atleticana por 3×2. Nos acréscimos, Ricardinho recebeu de Sammir e partiu livre, porém, ao driblar o goleiro perdeu o ângulo e chutou na trave.

O Atlético jogou com: Guilherme; Douglas, Chico e Alex; Thiago Gasparino, Marcus Winícius, Leandro Bravin (Ricardinho), Sammir e Rodrigo Crasso (Rhodolfo); Anderson Aquino (Renato) e Schumacher. Treinador: Leandro Niehues

Colaboração: Marcel Costa



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…