6 dez 2005 - 9h45

Atlético foi o campeão de desarmes no Brasileiro

A Folha de São Paulo divulgou ontem os números estatísticos finais do Campeonato Brasileiro 2005. O Atlético foi o melhor dos 22 times nos desarmes, com média de 139,9 por jogo. Curiosamente, os seis representantes do sul ficaram entre os 10 melhores neste quesito, comprovando a fama de bons marcadores da região. Individualmente, o zagueiro Paulo André foi o quarto melhor, com 21,8 desarmes por jogo, atrás apenas de Cáceres (Atlético/MG), Valdson (Paysandu) e Naldo (Juventude).

Em razão da forte marcação atleticana que lhe garantiu a liderança nos desarmes, o time também foi muito faltoso, acabando em quarto neste ranking coletivo. Na média, o Atlético cometeu 26,4 faltas por jogo, sendo superado apenas por Goiás, Juventude e Coritiba.

O Atlético também aparece como o quinto melhor ataque, com média de 1,81 gols por jogo (76 no total). Este número absoluto de gol é o segundo melhor da história do clube em Campeonatos Brasileiros.

Outro destaque individual do clube foi o goleiro Tiago Cardoso, que liderou o ranking de defesas, com 5,3 por jogo. O atleticano dividiu a liderança com o goleiro Donizete do Brasiliense, deixando Bosco (Fortaleza) e Alexandre Fávaro (Paysandu) para trás.

Na seleção da Folha nenhum atleticano foi incluído, ao contrário de 2004, quando Diego, Marinho, Jadson e Washington foram premiados. Além disso, Washington foi eleito o craque com 100% dos votos e Jadson a revelação de 2004.

A seleção de 2005 foi a seguinte: Rogério Ceni (Sâo Paulo), Gabriel (Fluminense), Lugano (São Paulo), Gamarra (Palmeiras) e Jorge Wagner (Internacional); Marcelo Mattos (Corinthians), Tinga (Internacional), Roger (Corinthians) e Petkovic (Fluminense); Rafael Sóbis (Internacional) e Tevez (Corinthians). Treinador: Muricy Ramalho (Internacional). Rafael Sóbis foi eleito a revelação e Tevez o craque do Brasileirão.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…