11 dez 2005 - 0h03

Furacão conhece adversário da primeira fase

A estréia do Furacão na Copa do Brasil já tem data e adversário definidos. Será no dia 15 de fevereiro, contra o Moto Clube, em São Luís, no Maranhão. Pelo motivo de ter disputado a Libertadores neste ano, o Atlético acabou não participando da última edição da Copa do Brasil, vencida pelo Paulista de Jundiaí. A última participação do Rubro-Negro ocorreu no ano de 2003 e a equipe acabou não indo bem, sendo eliminada pelo Sport na segunda fase, com duas derrotas (3 a 2 em Curitiba e 1 a 0 em Recife). Na primeira fase, o Rubro-Negro havia eliminado a Tuna Luso.

Em várias oportunidades, os dirigentes do Atlético revelaram que o objetivo principal do time para 2006 é conquistar esse título inédito no futebol paranaense e, ainda, assegurar uma vaga na Libertadores de 2007.

As melhores campanhas do Atlético na Copa do Brasil foram nos anos de 1992, 97, 99 e 2001, quando o Furacão acabou sendo eliminado nas quartas-de-finais. No total, o Atlético disputou nove edições da competição, considerada o caminho mais curto para a Copa Libertadores da América.

Caso o Atlético passe pelo Moto Club, enfrentará o vencedor do duelo entre o Volta Redonda e América, de Minas Gerais.

Outros paranaenses

Os demais paranaenses na disputa serão Londrina e Iraty, que jogarão respectivamente contra URT e Ulbra, também no dia 15 de fevereiro. E ainda o Coritiba, rebaixado para a Série B do Brasileirão, que jogará contra o Icasa no dia 22 de fevereiro.

Clique aqui para relembrar a participação do Atlético em todas as edições da Copa do Brasil.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…