22 dez 2005 - 0h10

Jean chega ao Flu após período difícil na Holanda

Jean, novo reforço do Fluminense, passou dois anos no exterior. Saiu do Brasil aos 19 anos, desconhecido no próprio país, para se aventurar no Feyenoord, da Holanda. Sentiu a solidão de morar em um lugar com uma língua nova, e sofreu com o frio cortante da Europa. Passou também pelo Hamburgo, da Alemanha, e encontrou as mesmas dificuldades. Hoje, se arrepende da primeira escolha.

"Na época, recebi propostas também da Espanha, da França e de outros países. Se pudesse voltar no tempo, teria escolhido um destes, e não a Holanda. Tive problemas de comunicação, e aprendi a ficar calado, só sabia falar o básico. O frio era terrível, congelava até o cabelo, os dedos não mexiam, foi difícil", revelou o lateral, que contou com a ajuda da esposa Paula nesta jornada.

Jean ficou pouco tempo no Atlético. Jogou mais pela seleção brasileira sub-20 do que pelo clube paranaense, já que saiu do Brasil muito cedo. Agora busca reconhecimento no próprio país, e claro, sonha em defender a seleção principal no futuro. Para os mais jovens, ele dá o seu recado:

"Os meninos saem cedo por causa da proposta financeira e também pelo assédio, que é muito grande. Mas chegando lá, nem sempre é como imaginamos", disse o lateral.

Confusão

Antes de ser anunciado pelo Flu, Jean chegou a ser negociado com o Botafogo pelo empresário Eduardo Uram, que não tem boa relação com o Fluminense. O Tricolor tratou diretamente com o atleta e acertou sua permanência por um ano.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Tá ruim mas tá bom

Pela repescagem (ou playoff) da Sul-Americana, no Paraguai, Cerro Porteño 1 x 1 Athletico. No segundo jogo de Martin Varini no comando técnico do Athletico,…