25 dez 2005 - 23h00

Fleury: “2006 é o ano de planejar a ‘fase 2’ da Arena”

Sonho maior de todo torcedor atleticano, a conclusão da Kyocera Arena está a cada dia mais perto de ser realizada. De acordo com o presidente do Conselho Gestor do clube, João Augusto Fleury da Rocha, durante todo o ano de 2006 os trabalhos do clube nessa área serão na elaboração e aprovação do projeto arquitetônico para dar ao estádio a capacidade de 40 mil lugares.

“Em 2006 nós vamos implantar os novos projetos arquitetônicos e a viabilidade financeira para a fase dois da Arena, podendo em 2007 inaugurar a conclusão do estádio para 40 mil pessoas com o padrão que o torcedor já está acostumado. Hoje a Kyocera Arena é o melhor, o mais confortável e o mais seguro estádio do Brasil”, disse Fleury em entrevista ao programa Mesa Redonda, da CNT.

Na entrevista, Fleury relembrou os momentos decisivos para a compra definitiva de todo o terreno onde hoje está o Colégio Expoente. O fato aconteceu em julho, quando o Atlético travou uma verdadeira batalha para conseguir mandar o primeiro jogo da decisão da Libertadores em seu estádio. Para isso, derrubou o muro que dividia o colégio e o estádio e construiu uma arquibancada tubular na região. O esforço, no entanto, não comoveu a Conmebol, que indicou o Beira-Rio, em Porto Alegre, para sediar a primeira partida decisiva entre Atlético e São Paulo.

Se não conseguiu mandar o jogo da Libertadores, pelo menos a confusão envolvendo a partida serviu para encerrar uma longa batalha jurídica, que envolvia o clube, o empresário Marcelo Gava e o próprio Colégio Expoente. Assim, o Atlético comprou os outros 50% do terreno onde está o colégio e firmou o prazo até o final de 2006 para que o Expoente desocupe a área e, assim, possa dar início à conclusão da Kyocera Arena.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…