28 dez 2005 - 0h42

Quem foi o melhor jogador do ano?

Durante todo o ano de 2005, os colaboradores do site Furacao.com acompanharam os jogos do Atlético e conferiram notas aos jogadores. Desde a primeira partida da temporada, contra o Império, no dia 20 de janeiro, os atletas foram avaliados e suas médias foram computadas. O melhor atleta de cada mês recebeu o Troféu Furacao.com. Agora, ao final da temporada, caberá a você, torcedor atleticano, eleger o melhor jogador atleticano de toda a temporada.

Como não poderia ser diferente, os finalistas do Troféu Furacao.com – Melhor jogador de 2005 são aqueles que obtiveram as melhores médias considerando-se todos os jogos da temporada. Os melhores foram o goleiro Diego, o meia Ferreira, o goleiro Tiago Cardoso, o zagueiro Paulo André e o lateral-esquerda Marcão. Todos eles jogaram o mínimo de um quarto (25%) das partidas do Atlético neste ano.

Outros jogadores também terminaram 2005 com médias excelentes, mas não se classificaram para a final em razão da pequena quantidade de partidas disputadas. É o caso de Vinicius (7,31), Dagoberto (6,82) e Rogério Corrêa (6,81). Os dois defensores estiveram em apenas 3% dos jogos do Rubro-Negro neste ano, enquanto que o craque Dagoberto só disputou 11% das partidas.

Por outro lado, alguns jogadores que se destacaram muito em 2005 não conseguiram atingir regularidade suficiente para terminar a temporada entre os cinco melhores. Confira a lista dos Top10 do ano (dentre aqueles com mínimo de 25% de jogos):

1. Diego – 7,01 (72% dos jogos)
2. Ferreira – 6,98 (34% dos jogos)
3. Tiago Cardoso – 6,95 (26% dos jogos)
4. Paulo André – 6,74 (41% dos jogos)
5. Marcão – 6,47 (72% dos jogos)
6. Danilo – 6,44 (77% dos jogos)
7. Evandro – 6,40 (51% dos jogos)
8. Alan Bahia – 6,38 (74% dos jogos)
9. Baloy – 6,32 (27% dos jogos)
10. Lima – 6,29 (66% dos jogos)

Aloísio, Jancarlos e Fabrício ficaram logo abaixo dos dez melhores.

Os finalistas

Os cinco finalistas do Troféu Furacao.com de 2005 tiveram desempenhos memoráveis. A começar pelo goleiro Diego, titular do Furacão em mais de 70% dos jogos no ano. Ele terminou o ano com a média mais alta (7,01), conquista muito em função das brilhantes atuações na Libertadores. Sua melhor nota foi na segunda partida contra o Chivas, no México, na semifinal da Libertadores. Defesas históricas garantiram ao goleiro uma avaliação excelente. Em compensação, na grande final, contra o São Paulo, Diego levou apenas 4,10 e teve sua pior atuação no ano de acordo com os avaliadores do site. Dos finalistas, é o único que certamente não jogará no Atlético em 2006.

Diego Costa Silva
Participação: 72% dos jogos do Atlético
Média geral: 7,01
Nota mais alta: 9,50
Nota mais baixa: 4,10
Troféu Furacao.com em 2005: três (abril, maio e junho)


Com média final muito próxima à de Diego (6,98), o colombiano David Ferreira também é um dos favoritos ao prêmio. Seu melhor jogo foi contra o São Paulo, no encerramento do primeiro turno. O Furacão venceu por 4 a 2 e o meia marcou dois gols. Um de seus trunfos é a regularidade. Seu pior jogo foi contra o Vasco, mas mesmo assim teve nota acima da média (5,50). Assim como Diego, também recebeu três troféus de melhor jogador durante o ano. Curiosamente, é o único jogador de características ofensivas dentre os finalistas.

David Arturo Ferreira Rico
Participação: 34% dos jogos do Atlético
Média geral: 6,98
Nota mais alta: 8,31
Nota mais baixa: 5,50
Troféu Furacao.com em 2005: três (agosto, setembro e novembro)


Tiago Cardoso teve a terceira melhor média do ano (6,95). Dentre os finalistas, é o atleta que teve a menor participação (26% dos jogos), especialmente porque joga em uma posição em que é difícil haver substituição durante o jogo. Quando Diego se machucou, Tiago entrou na equipe e mostrou seu valor, a ponto de conquistar a confiança da torcida e da comissão técnica. Sua atuação mais marcante foi no Atletiba do primeiro turno, quando recebeu nota 8,50 e ajudou o Atlético a vencer pela primeira vez no Brasileiro. Já o pior jogo foi a derrota por 4 a 2 para o Goiás no segundo turno.

Tiago Cardoso dos Santos
Participação: 26% dos jogos do Atlético
Média geral: 6,95
Nota mais alta: 8,50
Nota mais baixa: 4,30
Troféu Furacao.com em 2005: um (outubro)


Uma das gratas revelações do ano foi o jovem zagueiro Paulo André, que foi contratado no meio do ano e rapidamente conquistou a camisa de titular. Mesmo participando apenas do Brasileirão, Paulo atingiu 41% dos jogos do Atlético no ano e teve média final 6,74. De todos os finalistas, foi o único que não conquistou um Troféu Furacao.com como melhor do mês. Curiosamente, seu melhor jogo (nota 8,50) foi contra a Ponte Preta, justamente a maior rival do Guarani, seu último clube. A pior partida foi contra o campeão Corinthians, no Pacaembu.

Paulo André Cren Benini
Participação: 41% dos jogos do Atlético
Média geral: 6,74
Nota mais alta: 8,50
Nota mais baixa: 4,83
Troféu Furacao.com em 2005: nenhum


O último concorrente ao Troféu Furacao.com de melhor jogador do Atlético em 2005 é o lateral-esquerda Marcão, capitão da equipe na maior parte dos jogos. Ao lado de Diego, é o finalista que mais participou dos jogos. Também divide com o goleiro o fato de ter sido negociado pelo Atlético – porém, ao contrário do arqueiro, ainda tem chances de jogar pelo clube na próxima temporada. Marcão ganhou o Troféu como melhor jogador de fevereiro, mês em que teve sua melhor atuação (nota 8,71 contra o Independiente Medellín). Dos cinco melhores, foi quem teve a nota mais baixa em um jogo: 3,86 contra o Botafogo, no primeiro turno.

Marcos Alberto Skavinski – Marcão
Participação: 72% dos jogos do Atlético
Média geral: 6,47
Nota mais alta: 8,71
Nota mais baixa: 3,86
Troféu Furacao.com em 2005: um (fevereiro)


Agora, a decisão é sua, torcedor atleticano. Na capa do site, vote na enquete e eleja o melhor jogador do time neste ano.



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…