4 jan 2006 - 12h32

Cerezo: "Não tem nada certo ainda"

O técnico Toninho Cerezo é o nome mais cotado para assumir o comando técnico do Atlético. Nesta terça-feira, a Furacao.com conversou com o presidente João Augusto Fleury da Rocha, que elogiou o treinador. "Ele é um excelente treinador e um ótimo nome para dirigir o Atlético, mas ainda não temos nada acertado", declarou o dirigente.

Nesta quarta-feira, a Furacao.com conversou por telefone com Toninho Cerezo, que está em Belo Horizonte. Em conversa exclusiva com o site, o técnico confirmou que existe uma negociação em andamento com o Atlético, mas assegurou que ainda não acertou seu contrato com o clube. "Não tem nada certo ainda. Eu conversei com o presidente quando ainda estava no Japão e ficamos de ter uma nova conversa quando eu voltasse ao Brasil. Eu fui bem claro e disse para ele que tinha esse meu problema no joelho, que vou precisar fazer uma cirurgia. Devo fazer uma visita a ele neste final de semana", disse ele.

Ex-técnico do Atlético Mineiro, Vitória e Kashima Antlers, Cerezo teceu elogios ao Furacão: "O Atlético tem uma estrutura maravilhosa, um plantel muito bom e oferece boas condições ao técnico". Ele contou que já foi procurado pelo clube em anos anteriores, mas não houve acerto. "Conheço o presidente há muito tempo, desde a época em que eu jogava na Sampdoria. Em outras ocasiões o Atlético já havia me procurado", revelou Toninho Cerezo.

O relacionamento entre Cerezo e Petraglia parece ser tão bom que permite ao dirigente atleticano até fazer brincadeiras com o treinador. "Eu ia operar em Belo Horizonte, mas o presidente disse para mim que em Minas não tem médico bom, só tem pão-de-queijo (risos). Então, agora vou ver onde vou operar. É uma cirurgia simples, é só uma limpeza", disse o técnico.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…