7 jan 2006 - 17h56

Colombiano Marín jogará no Nacional de Medellín

O lateral-esquerda Vladimir Marín atuará no Atlético Nacional de Medellín durante a temporada de 2006. Marín jogou no Atlético em 2005 e chegou a ser titular da equipe em alguns jogos da Libertadores da América. Depois, com Marcão passando a jogar na lateral, foi para o banco de reservas e só teve chances de atuar quando o titular cumpriu suspensão ou esteve machucado.

Pelo Atlético, Marín disputou 28 jogos, marcou dois gols, recebeu três amarelos e um vermelho (logo em sua estréia, contra o Independiente Medellín). Ele foi contratado pelo clube principalmente em função do projeto de disputar a Libertadores com uma equipe competitiva. A diretoria entendeu que era importante contar com atletas experientes na competição e fluentes no idioma espanhol. Por isso, além de Marín, foi contratado também o zagueiro panamenho Baloy.

Marín foi emprestado ao Atlético por um ano pelo Jorge Wilstermann, da Bolívia. Em novembro, o Furacão já comunicou que não exerceria a opção de aquisição dos direitos do atleta. Em dezembro, o jogador colombiano se despediu dos companheiros. Uma semana depois, Marín já se apresentou ao Atlético Nacional, da Colômbia. Seus direitos ainda pertencem ao Jorge Wilstermann, que o emprestou pelo período de um ano.

Esta será a primeira vez que Marín jogará em um time profissional de seu país. Apesar de ter nascido na Colômbia, ele construiu toda a sua carreira na Bolívia.

Interesse antigo

O interesse do Nacional de Medellín por Marín é antigo. A Furacao.com noticiou no final do mês de junho que a equipe colombiana estava tentando a contratação do lateral-esquerda. Na ocasião, o Atlético não o liberou e a negociação só ocorreu no final do ano.

No Atlético Nacional, Marín jogará ao lado dos atacantes Aristizábal e Marcelo Ramos, que também já passaram pelo futebol brasileiro.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…