9 jan 2006 - 23h42

Procurador acha que Aloísio jogará no Atlético

O ex-jogador Bebeto, procurador do atacante Aloísio, acredita que o jogador defenderá o Atlético na temporada de 2006. A situação de Aloísio está indefinida desde que o São Paulo manifestou interesse em contar com o jogador até o final deste ano. A princípio, ele assinou um contrato de apenas três meses com o time paulista.

No final de 2005, o Atlético adquiriu os direitos contratuais de Aloísio, que pertenciam ao Rubin Kazan, da Rússia, e assinou um contrato com o jogador até o final do ano. No mesmo dia, emprestou o atleta ao São Paulo até fevereiro. Quem explica é o presidente João Augusto Fleury da Rocha, em entrevista ao site Gazeta Esportiva: “Estão falando que ele pertence ao Rubin Kazan, mas isso não procede. O Atlético adquiriu os direitos federativos do atleta e o emprestou por três meses. Esgotando-se o prazo ele tem, necessariamente, que voltar para o Atlético, pois tem vínculo até o fim de 2006. Vamos fazer de tudo para que ele cumpra o contrato”.

Segundo Fleury, o agente da FIFA Bebeto pensa que é melhor para a carreira de Aloísio o seu retorno ao Furacão. "A intenção do Bebeto, ex-jogador e procurador de Aloísio, é que ele fique no Atlético. E isso que vamos fazer prevalecer. Se ele optar por ficar no São Paulo, alguém vai ter que pagar a conta", disse o dirigente, dizendo que o São Paulo ainda não procurou o clube para depositar o valor da multa rescisória, estipulada em US$ 2 mi.

Bebeto acha que ele jogará no Atlético: "Acho difícil ele sair do Atlético. O São Paulo poderia ter contratado o Aloísio em definitivo antes, mas não quis. Agora que participou do Mundial e que três gols do time no torneio saíram dos pés dele, ele se tornou uma peça importante. Mas terão que pagar se quiser".



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…