11 jan 2006 - 23h48

Contra-ataque foi a principal arma da equipe

Uma marcação forte e um contra-ataque arrasador. Essas foram as armas do Atlético para conseguir sua primeira vitória na temporada 2006, logo na estréia do time no Campeonato Paranaense. Apesar de não ter tido muitos lances ofensivos durante os 90 minutos do jogo contra o Galo Maringá, nos dois contra-ataques que encaixou o time marcou os gols que lhe garantiram a vitória por 2 a 0.

O primeiro foi na etapa inicial do jogo, aos 20 minutos: Cristian recebeu o lançamento na área e bateu para o gol, exigindo uma boa defesa do goleiro Paulo Sérgio. No bate-rebate, o uruguaio Pezzolano marcou o primeiro gol atleticano na temporada. No 2º tempo, aos 18 minutos, depois de boa jogada de Michel Bastos, Cleverson recebeu a bola e tocou para Rodriguinho, que bateu rasteiro e fez o segundo gol do Atlético.

“Foi um jogo difícil, o time deles é bom e tivemos a felicidade de aproveitar os contra-ataques”, afirmou após a partida o lateral-direita Jancarlos. Opinião compartilhada pelo meia Simão. “Jogar fora de casa é sempre muito difícil, mas nosso time mostrou que tem cabeça e tranqüilidade para marcar bem e sair com força nos contra-ataques”, disse.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Tá ruim mas tá bom

Pela repescagem (ou playoff) da Sul-Americana, no Paraguai, Cerro Porteño 1 x 1 Athletico. No segundo jogo de Martin Varini no comando técnico do Athletico,…