11 jan 2006 - 1h01

Rodrigão assina por dois anos e é apresentado

O atacante Rodrigão, de 27 anos, assinou contrato com o Atlético nesta terça-feira e foi apresentado à imprensa no final da tarde na sala de imprensa da Kyocera Arena. O jogador firmou vínculo de dois anos com o Furacão – atuará no clube até dezembro de 2007, portanto. Em sua apresentação, Rodrigão vestiu pela primeira vez a camisa rubro-negra (a número 9) e pisou novamente no gramado da Kyocera Arena. Em 2000, ele jogou no estádio pelo Internacional. O time gaúcho venceu por 2 a 1 e eliminou o Atlético da Copa João Havelange.

"Lembro bem que sofri um pênalti bem ali", disse o jogador, apontando para um ponto no gramado da Arena. "Mas agora espero fazer os gols pelo Atlético, para ajudar o time a conquistar títulos", prometeu.

Rodrigão iniciou sua carreira no Santos e depois foi para o Internacional. Fez uma boa temporada com o time gaúcho em 2000, mas a diretoria do Peixe pediu muito alto para sua permanência em definitivo. De volta à Vila, jogou por mais seis meses no início de 2001 e foi negociado com o Saint-Etienne. Chegou ao clube francês com a responsabilidade de substituir o ídolo Aloísio, mas poucos meses depois decidiu retornar ao Brasil, em razão de uma tendinite.

Jogou então no Botafogo, onde ficou por quatro meses sem receber salários, o que acabou motivando sua transferência para o Guarani, em 2003. Depois de jogar bem com a camisa do Bugre e marcar 16 gols, transferiu-se para o Marítimo, da Ilha da Madeira. No time português, acabou sofrendo uma lesão no joelho e achou melhor rescindir o contrato e retornar ao Brasil para se tratar. Recuperado, achou por bem aceitar a proposta do Santo André para se reinserir no mercado. Em seis partidas da Libertadores, marcou cinco gols e foi um dos destaques do time. Na Série B, já havia marcado mais seis gols quando sofreu uma lesão na mão direita que acabou o prejudicando no restante da temporada, razão pela qual só marcou mais dois gols depois disso.

"Hoje eu tenho a segurança de um contrato de dois anos, a confiança da diretoria e espero conquistar a confiança dos torcedores. Para isso, vou procurar desenvolver o meu melhor", observou o jogador.

Ao aceitar a proposta do Furacão, Rodrigão se disse feliz com a oportunidade de vestir a camisa a rubro-negra e jogar em uma equipe tão organizada. Gostou tanto da estrutura do Atlético que fez a seguinte brincadeira: "o clube oferece todas as condições para o atleta jogar futebol. O estádio é maravilhoso. Se eu não conseguir jogar aqui, é melhor desistir do futebol e virar atentende do McDonald’s".

Provisoriamente, ele ficará morando no CT do Caju, onde fará a pré-temporada com os demais jogadores. O atacante preferiu não estipular um prazo para estar em condições ideais de jogo, mas garantiu que treinou sozinho nas férias e que está bem fisicamente.

Clique aqui para conferir a ficha técnica do novo reforço do Atlético para a temporada 2006.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…