13 jan 2006 - 1h03

Em nota oficial, Galo pede desculpas ao Atlético

A diretoria do Galo Maringá veiculou nota oficial nesta quinta-feira lamentando os incidentes ocorridos na cidade no dia anterior. Na quarta-feira à noite, o Atlético derrotou o Galo por 2 a 0 no Estádio Willie Davids, na primeira rodada do Campeonato Paranaense 2006. Na saída do estádio, o ônibus atleticano foi apedrejado por torcedores locais. Por conta disso, a delegação enfrentou várias horas de viagem com o transtorno causados pelos vidros quebrados.

No final da nota, a diretoria do Galo Maringá acusa torcedores do Atlético de terem agredido um homem que vestia a camisa do Maringá – o que teria supostamente deflagrado demais incidentes de violência.

Confira a nota oficial distribuída pela assessoria de imprensa do clube do interior, que também está disponível no site oficial:

COMUNICADO: Galo Maringá lamenta incidentes com ônibus do Atlético

A diretoria do Galo Maringá lamenta os incidentes ocorridos com o ônibus da delegação do Atlético Paranaense, reconhecidamente um dos grandes clubes do futebol brasileiro e, evidentemente, paranaense também.

A diretoria do Galo Maringá, nos contatos diretos com os profissionais do Atlético, demonstrou respeito e, dentro de campo, isso se repetiu por ambos os times.

Lamentavelmente, verificamos que os ônibus do Atlético teve duas janelas quebradas em nossa Cidade, o que é lamentável, proveniente da briga entre os torcedores.

A diretoria do Galo Maringá vem a público, por meio dos veículos de comunicação, lamentar e pedir desculpas aos profissionais do Atlético que estiveram em Maringá e à sua diretoria por tais acontecimentos. Atitudes que o Galo Maringá, que tenta se projetar no cenário estadual, repudia veementemente.

Entretanto, temos de esclarecer que, conforme boletim de ocorrência da Polícia Militar, nº 272863, os incidentes – atrás do estádio, onde estavam os ônibus dos times (Galo e Atlético) – ocorreram a partir do momento que torcedores do Atlético agrediram a um torcedor do Galo Maringá, que estava deixando o estádio, vestindo a camiseta do time e acompanhado de uma criança. Segundo o BO, os torcedores do Atlético agrediram com socos e pontapés o maringaense e que, com a chegada dos policiais, ainda houve desacato aos mesmos. Diante dos fatos, os policiais conduziram os envolvidos até a Delegacia de Polícia, sendo lavrado um termo circunstanciado pela autoridade de plantão – delegado Nobuo Nagasse.

Os nomes dos envolvidos – torcedor do Galo Maringá, que se encontra internado no Hospital Metropolitano – e torcedores do Atlético não foram divulgados no BO.

Atenciosamente,
Diretoria do Galo Maringá



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…