18 jan 2006 - 21h53

Furacão atropela o Nacional

O Atlético não teve dificuldades para superar o Nacional na noite de quarta-feira. Com um bom futebol apresentado nos 90 minutos, o Furacão, do interino Vinícius Eutrópio, goleou o time de Rolândia pelo placar de 5 a 1. O destaque da partida foi o meia Adriano, que reestreou com gol. A próxima partida do Atlético no Paranaense vai ser sábado, também na Kyocera Arena, contra o Francisco Beltrão.

O jogo começou bem movimentado e com o ataque do Atlético bastante inspirado. Denis Marques, Ferreira e Adriano davam trabalho aos jogadores do Nacional. O primeiro do Rubro-negro saiu aos quinze minutos. Denis Marques abriu para Ferreira. Do lado esquerdo da grande área ele cruzou para Adriano marcar. Aos vinte minutos Jancarlos recebeu bom passe, dominou e, da entrada da área, chutou com força. Dois a zero. O terceiro veio logo em seguida com Denis Marques. Na cobrança de escanteio de Jancarlos, Adriano desviou e o atacante começou a goeada.

Com o placar dilatado ainda no primeiro tempo, o Atlético não forçou a barra no segundo. Tanto que o Nacional conseguiu ir para cima para marcar o gol de honra. Numa jogada dentro da área, Paulo André foi na bola mas o árbitro Marcos Daniel de Camargo anotou a infração. Pênalti que Agnaldo cobrou sem chances para Tiago.

A partir daí o Atlético acordou. Rodrigão, que entrou no lugar de Denis Marques, aproveitou o bate-rebate na área e fez o quarto do Rubro-negro. Na comemoração, homenagem à namorada Hortência, a rainha do basquete. O quinto do Atlético saiu nos acréscimos. Danilo aproveitou o escanteio e fechou o placar na Kyocera Arena.

%ficha=470%

Melhores momentos da partida

Primeiro tempo
04 min – Adriano, na marca do pênalti, tentou o chute, mas sem sucesso
15 min – Denis Marques abriu para Ferreira. Do lado esquerdo da grande área ele cruzou para Adriano marcar de cabeça
18 min – Ferreira tentou da entrada da área, mas a bola foi longe do gol
19 min – Boa triangulação entre Denis, Cristian e Ferreira. O goleiro fez boa defesa
20 min – Gol do Atlético. Jancarlos recebeu bom passe, dominou e, da entrada da área, chutou com força. Dois a zero
27 min – Gol do Atlético. Jancarlos bateu o escanteio, Adriano desviou e Denis Marques fez de cabeça
31 min – Rodriguinho perdeu a chance de fazer o quarto. Dentro da pequena área ele driblou o goleiro, mas o defensor tirou em cima da linha
32 min – Denis Marques recebeu bom lançamento. De fora da área ele parou a bola e chutou no canto para fora
46 min – Fim do primeiro tempo

Segundo tempo
01 min – Jogada difícil de Denis Marques. Na pequena área ele conseguiu passar por dois marcadores, mas sem ângulo, o goleiro tirou
08 min – Jancarlos cruzou e Denis Marques, de cabeça, por pouco não fez
09 min – Michel Bastos serviu Denis Marques. Ele carregou a bola para dentro da área e chutou por cima
11 min – Jancarlos chutou forte, a bola bateu na trave e no zagueiro e quase entrou
12 min – Pênalti para o Nacional. Paulo André foi na bola mas o árbitro Marcos Daniel de Camargo anotou a infração
13 min – Gol do Nacional. Agnaldo cobrou sem chances para Tiago
17 min – Michel Bastou cobrou falta, Paulo André desviou de cabeça, mas o goleiro espalmou para fora
21 min – Denis Marques serviu Adriano. O goleiro saiu bem do gol e defendeu
22 min – Ferreira tentou de fora da área, mas o goleiro fez nova intervenção
32 min – Gol do Atlético. Rodrigão aproveitou o bate-rebate na área e fez o quarto do rubro-negro
35 min – Ferreira tentou, o goleiro defendeu. Na segunda chance o colombiano chutou por cima do gol
46 min – Gol do Atlético. Danilo aproveitou o escanteio e fez o quinto
48 min – Fim do jogo



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…