1 fev 2006 - 23h28

Vinícius: "Superação dos atletas foi maravilhosa"

O auxiliar técnico Vinícius Eutrópio despediu-se do comando técnico do Atlético após a vitória desta quarta-feira sobre o Cianorte por 4 a 3, na Kyocera Arena. Eutrópio entregará o comando ao alemão Lothar Matthäus com a seguinte campanha: 11 pontos, 3 vitórias, 2 empates, 2 derrotas, 18 gols pró e 13 gols contra. Paradoxalmente, o Furacão tem o melhor ataque e a segunda pior defesa do Campeonato Paranaense.

Ao final do jogo, Eutrópio concedeu entrevista coletiva e comentou o sufoco pelo qual o Rubro-Negro passou para conseguir a vitória. Ele admitiu o equívoco na escalação da equipe no primeiro tempo, o que permitiu ao Cianorte uma grande liberdade para avançar. O time do interior marcou três gols nos primeiros 25 minutos, algo inédito na história da Arena.

Mais uma vez, o auxiliar destacou a qualidade dos atletas. Contou que pediu muita calma aos jogadores no vestiário durante o intervalo e sentou ao lado deles para analisar o que estava acontecendo de errado. Vinícius disse que eles procuraram corrigir todos os defeitos e que a comissão técnica incentivou os atletas a mostrarem suas qualidades na etapa final. Ao final do jogo, com a vitória assegurada, ele fez questão de agradecer aos jogadores pela dedicação: "Eu agradeci a eles porque a gente treina bastante e eles foram de um profissionalismo maravilhoso. Ninguém é melhor que ninguém. A relação tem de ser franca".

Para ele, a jogada do quarto gol atleticano sinterizou a força de vontade da equipe no segundo tempo. "Isso prova a vontade dos jogadores. O Paulo foi para o ataque e fez o gol. Mas foi bom porque quando o Paulo avançou, o Erandir e o Alan ficaram cobrindo. Então, houve uma troca, uma consciência de todos. A busca deles pela superação foi maravilhosa", finalizou.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…