5 fev 2006 - 19h04

Matthäus mudou e Atlético ganhou

O Atlético derrotou o Galo Maringá por 1 a 0 na tarde deste domingo na Kyocera Arena, pela primeira rodada do returno da primeira fase do Campeonato Paranaense 2006. Com o resultado, o Furacão subiu para a segunda colocação do Grupo A e está a apenas dois pontos do líder Rio Branco, próximo adversário da equipe, no meio de semana. O jogo marcou a estréia do técnico alemão Lothar Matthäus no comando do Furacão e o retorno do atacante Dagoberto aos gramados, que não jogava desde o início de novembro.

Matthäus mudou bastante a equipe em relação ao último jogo. A equipe jogou num esquema 3-5-2, com três zagueiros (Danilo, Paulo André e Erandir). No gol, Cléber entrou no lugar de Tiago Cardoso. No meio-campo, o uruguaio ocupou o posto de Adriano, que voltou a negociar sua transferência com o Internacional. Rodrigão e Denis Marques formaram a dupla de ataque. Motivados com as alterações, dez mil atleticanos foram à Arena e homenagearam o técnico Matthäus com um lindo mosaico formando a bandeira da Alemanha.

Apesar do frisson, o Atlético não fez uma boa partida. Os atletas até demonstraram entusiasmo, mas não determinação. Com isso, o bom esquema defensivo do Galo Maringá acabou prevalecendo. A única jogada efetiva do Rubro-Negro aconteceu aos 41 minutos do primeiro tempo, quando Rodrigão chutou fraco e Paulo Sérgio fez a defesa.

Dago, Dago, Dago, é Dagoberto!

Já no retorno para o segundo tempo, o Atlético voltou com o atacante Ricardinho no lugar do meia Pezzolano. A mudança deixou a equipe mais ofensiva, mas ainda sem objetividade. Cansada de esperar, a torcida pediu a entrada de Dagoberto logo aos 12 minutos. O alemão Matthäus mostrou que já sabe alguma coisa em português e imediatamente fez sinal para Dagoberto se apresentar. O atacante entrou no lugar de Denis Marques.

Com Dago e Ricardinho, o Atlético passou a criar mais chances. Aos 17 minutos, Ferreira cruzou da esquerda e Rodrigão tocou de calcanhar. A bola passou raspando a trave e não entrou. Três minutos depois, finalmente saiu o gol tão esperado. Dagoberto fez boa jogada pela esquerda e cruzou para o centro da área. Ricardinho dominou e tocou no canto, aproveitando a saída do goleiro Paulo Sérgio. Foi o terceiro gol de Ricardinho com a camisa rubro-negra (o primeiro neste ano).

Aos 30 minutos, Dagoberto foi derrubado na área, mas o árbitro nada marcou. Depois, Matthäus ainda cogitou colocar o atacante Cléo em campo, mas preferiu garantir o resultado e substituiu Ferreira por Rodriguinho. Foi o suficiente para garantir a segunda vitória consecutiva no campeonato.

%ficha=475%

Melhores momentos da partida

Primeiro tempo
07 min – Jancarlos cobra falta da ponta-esquerda, goleiro Paulo Sérgio espalma para escanteio.
09 min – Jancarlos cobra falta da direita para Alan Bahia na pequena área, mas goleiro corta.
14 min – Galo Maringá chega com perigo pela primeira vez. Adriano chuta sem ângulo da esquerda e Cléber rebateu para escanteio.
30 min – Erandir perde a bola no campo de ataque e Galo Maringá parte com perigo. Alan Bahia salva o time com um carrinho preciso, evitando que o jogador do Galo ficasse cara a cara com Cléber.
41 min – Rodrigão tabela com Denis Marques e chuta fraco. Goleiro Paulo Sérgio defende.
43 min – Rodrigão alçou a bola na área, Pezzolano saltou para cabecear e foi ao solo. Jogador pediu pênalti, mas árbitro mandou seguir.
46 min – Denis Marques não alcança cruzamento. Rodrigão tenta mandar de bicicleta, mas fura a bola.
48 min – Fim do primeiro tempo.

Segundo tempo
05 min – Ataque atleticano faz boa jogada, mas Jancarlos bate por cima do gol.
11 min – Boa jogada do Atlético pela direita. Denis Marques cruza, a bola desvia na zaga e Ricardinho é prensado.
17 min – Ferreira cruza da esquerda, Rodrigão toca de calcanhar, mas a bola passa raspando a trave.
20 min – Gol do Atlético. Dagoberto cruza da esquerda e Ricardinho toca no canto esquerdo do goleiro Paulo Sérgio.
33 min – Dagoberto é derrubado na área, mas árbitro Vagner Vicentim não marca o pênalti.
35 min – Kullman arrisca da intermediária, mas Cléber faz fácil defesa.
44 min – Maurício chuta de longe e a bola passa à direita de Cléber, com perigo.
47 min – Fim da partida.



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…