13 fev 2006 - 16h39

Kaiser na Arena?

O alemão Franz Beckenbauer, presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo 2006, iniciou nesta semana sua turnê de divulgação do Mundial na América. Em menos de duas semanas, o Kaiser (apelido pelo qual é conhecido o maior jogador alemão de todos os tempos) visitará oito países. Acompanhado pelo vice-presidente Wolfgang Niersbach e pelo dirigente Fedor Radmann, Beckenbauer cumprirá o seguinte cronograma: Equador (13/2), Paraguai (14/2), Argentina (15/2), Brasil (17/2), Trinidad & Tobago (20/2), Costa Rica (21/2), Mexico (22/2) e Estados Unidos (23/2).

Os organizadores da Copa do Mundo da Alemanha estão visitando todos os países que disputarão a competição como forma de agradecimento e para divulgar o país-sede. Em cada visita, os membros do Comitê farão breves apresentações de como funcionará a administração da Copa, cedendo informações sobre venda de ingressos, estádios e a infra-estrutura envolvida no Mundial.

Beckenbauer já visitou quase todos os países que disputarão a Copa. No início do ano, ele esteve na África. Naquele continente, foi acompanhado por Lothar Matthäus, atual técnico do Atlético. Por sinal, Matthäus fechou negócio com o Furacão durante a turnê africana. Depois da visita à América, os integrantes do Comitê Organizarão passarão ainda por Sérvia e Montenegro (9/3) e fecharão a turnê mundial na Austrália, no dia 27 de março.

Beckenbauer em Curitiba?

O itinerário da Comissão no Brasil ainda não foi confirmado. É certo que eles estarão no Rio de Janeiro, sede da CBF, e também em São Paulo, cidade mais populosa do país. Porém, não está descartada uma visita a Curitiba. Isso porque a cidade do Atlético é hoje também a cidade de Lothar Matthäus, que tem um ótimo relacionamento com Beckenbauer.

O atual presidente do Comitê Organizador da Copa foi técnico de Matthäus na vitoriosa campanha do Mundial de 90, na Itália. Depois, foi presidente do Bayern de Munique, que teve Matthäus como um de seus principais jogadores. O treinador atleticano também integra a comissão divulgadora do Mundial e teve de obter permissão de Beckenbauer para poder desvincular-se de seus compromissos e aceitar o convite do Atlético.

Caso a agenda de Beckenbauer não permita a passagem por Curitiba, é provável que Matthäus viaje para Rio ou São Paulo a fim de encontrar-se com o amigo e aproveitar para divulgar o Atlético na mídia internacional.

Würth

Outro motivo para Beckenbauer visitar Curitiba é seu relacionamento com a Würth. O Kaiser é patrocinado pela empresa alemã desde 1998 e tem contrato até o final deste ano. Sua última visita ao Brasil ocorreu em setembro de 2003, justamente a convite da Würth, em comemoração aos 30 anos de atividade da empresa no país. A Würth é líder mundial nos segmentos de fixação, produtos químicos e ferramentas.

Em virtude da contratação de Matthäus para o comando técnico do Atlético, a Würth é uma das empresas mais cotadas para patrocinar o clube e exibir sua marca no estádio do clube.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…