16 fev 2006 - 17h08

Aloísio não treina, mas segue em São Paulo

O atacante Aloísio permanece em São Paulo, mas não compareceu ao treino da equipe na tarde desta quinta-feira no CCT do São Paulo. O jogador cumpre assim uma ordem da 1ª Vara do Trabalho de Curitiba, emitida nessa quarta-feira, que impede o atleta de defender o São Paulo.

O Atlético afirma que tem os direitos federativos sobre o atleta até o final deste ano e conta com o respaldo da CBF, que inclui o acordo de Aloísio no BID (Boletim Informativo Diário) como sendo jogador do Furacão. A 1ª Vara do Trabalho de Curitiba concedeu liminar que estabelece uma multa de R$ 72 mil diária caso o atleta se atrase na apresentação. O jogador permanece em São Paulo e não deve embarcar para Curitiba nesta semana, conforme exige a ordem judicial.

O Tricolor espera reverter o caso e já acionou o departamento jurídico para conseguir uma liminar, que libere o atleta. “Estamos vendo isso. O Aloísio é uma peça importante e vamos tentar reverter esta ordem da Justiça do Trabalho. Esperamos ter sucesso até o final desta semana”, comentou o diretor de planejamento, João Paulo de Jesus Lopes.

Em entrevista à GE.Net, o presidente do Atlético, João Augusto Fleury da Rocha, já deixou claro que não buscará acordo com os são-paulinos. “Eles deviam ter feito isso e não fizeram. Quando acertaram no Mundial, eles procuraram a gente, agora eles deram várias mostras que não vão fazer isso. Então vamos brigar em outras esferas”, disse.

Segundo o dirigente, a intenção do Furacão não era estender a briga, mas este foi o único caminho disponível. “Tive uma reunião na CBF e o Gouvêa sequer me procurou. Ele perdeu uma boa chance. Este caso já foi muito longe, não era para tudo isso”, lamentou Fleury.

Reportagem: Fernando Narazaki, da Gazeta Esportiva.Net (adaptada pela Furacao.com)



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…