16 fev 2006 - 0h40

"Puxão de orelha" do treinador surtiu efeito

A bronca na hora certa e os resultados aparecendo dentro de campo. Esse foi o panorama dos últimos dias de treinamento no Atlético. No domingo, após a vitória sobre o Nacional pelo Campeonato Paranaense, o técnico Lothar Matthäus afirmou que não gostou do desempenho do time, que segundo ele atuou sem inteligência, alegria e paixão. Por isso, o treinador revelou que teria uma conversa com os atletas, para modificar esse quadro já para o jogo pela Copa do Brasil.

Em campo, nesta quarta-feira, já deu para perceber as mudanças na atitude dos atletas. “Os jogadores têm que aprender que futebol é coisa séria e em campo tem que ter disciplina”, afirmou Matthäus na entrevista coletiva após a vitória atleticana por 3 a 1 sobre o Moto Club, que garantiu a classificação do time para a segunda fase da Copa do Brasil.

Para os atletas, esse “puxão de orelha” foi bom para o time acordar. “Estávamos devendo e ele cobrou um pouco mais de cada um de nós. Hoje entramos em campo e fizemos o que ele pediu”, afirmou o zagueiro Paulo André.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…