18 fev 2006 - 19h54

Matthäus quer ajudar atletas a ir para a Europa

Sonho da maioria dos jogadores de futebol, o mercado europeu exige adaptação especial dos atletas. Maior disciplina tática, ritmo diferenciado nos treinamentos são algumas das mudanças a serem enfrentadas. Para os jogadores do Atlético, esse sonho pode ficar um pouco mais fácil e esse é um dos objetivos do técnico Lothar Matthäus aqui no Brasil.

“Todo jogador aqui deseja ir para a Europa para ganhar mais dinheiro e eu conheço o futebol europeu melhor do que qualquer um daqui porque joguei lá por 20 anos. Quero ensiná-los o certo e fazer com que cheguem mais fácil à Europa”, afirmou Matthäus em entrevista ao site GloboEsporte.com.

Uma das inovações veio já no primeiro dia de trabalhos de Matthäus no Atlético, com a inclusão de treinamentos em dias dos jogos. Normalmente, os times brasileiros não têm o costume de treinar horas antes das partidas, mas o técnico acredita que, assim, os atletas ficam melhor preparados para o jogo.

Apesar desse seu “espírito de professor” sobre o mercado europeu no Brasil, Lothar não pretende ser o percussor de uma invasão de técnicos estrangeiros por aqui. “Não quero abrir mercado algum. Eu acho que se podemos aprender com treinados brasileiros na Europa, por que os jogadores brasileiros não podem aprender com técnicos europeus aqui?”, questionou.

Sobre sua adaptação ao Brasil, ele disse que ainda sente muitas dificuldades, precisando de mais tempo para se adaptar. Mas não se arrepende da escolha pelo Furacão. “Eu estava pronto para dar este passo. Claro que foi uma grande surpresa para as pessoas na Alemanha e no Brasil, mas fiz a escolha certa. Ainda preciso de mais tempo para me adaptar, mas os jogadores estão me ajudando e me fazem me sentir bem”, afirmou.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…