25 fev 2006 - 9h08

Manchetes atleticanas deste sábado

Líder do grupo A, o Atlético entra em campo para consolidar a classificação para a próxima fase do Paranaense e manter a invencibilidade de nove meses na Kyocera Arena. São 23 jogos sem derrota em casa e o Rubro-Negro já se aproxima do recorde de 29 partidas invictas na Baixada. Para tanto, diante do Iraty, o técnico Lothar Matthäus faz novas mudanças e arma o time com três atacantes, dando nova chance para Dênis Marques. O confronto está programado para as 16h. Alex na zaga e Moreno na ala-esquerda também ganham oportunidade.

 

Coube ao Atlético a responsabilidade de ser o time abre-alas na avenida do Campeonato Paranaense em Curitiba. Em pleno sábado de carnaval, às 16 horas, o Furacão fará o desfile inaugural da rodada, enfrentando o Iraty, na Arena. Na Quarta-Feira de Cinzas, a equipe voltará a campo, pegando o J. Malucelli. Mas se engana quem pensa que a principal festa popular do país será apenas de trabalho para os atleticanos. Pelo menos para o regente do bloco Rubro-Negro, Lothar Matthäus, o carnaval não vai passar em branco.

 

O Atlético entra em campo, neste sábado, às 16h, na Kyocera Arena, para enfrentar o Iraty, tentando manter a invencibilidade do técnico alemão Lothar Matthäus. O Furacão venceu até agora todos os cinco jogos sob o comando do treinador, sendo quatro pelo Campeonato Paranaense e um pela Copa do Brasil.

 

O Atlético pode garantir matematicamente sua classificação para a próxima fase do Campeonato Paranaense e defende a liderança do grupo A, contra o Iraty, na Kyocera Arena. Além de assegurar a vaga, o Furacão pretende manter-se em primeiro lugar para garantir em casa os duelos eliminatórios a partir das quartas-de-final.

 


Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…