5 mar 2006 - 18h42

Pedro Oldoni estreou marcando dois gols

O currículo era muito bom: artilheiro do Campeonato Paranaense de Juniores de 2005 com 22 gols, artilheiro da Copa Tribuna de Juniores 2005 com 12 gols e artilheiro do Campeonato Metropolitano de Londrina 2005 com 5 gols. As credenciais também eram um bom indício: 1,90m, características semelhantes a Washington e fama de goleador.

Mesmo assim, ninguém esperava uma estréia tão boa para o atacante Pedro Oldoni, 20 anos, no futebol profissional. O jogador atleticano disputou sua primeira partida oficial como profissional neste domingo. Com a ausência do amigo Dagoberto (suspenso), Oldoni foi escolhido por Lothar Matthäus para começar jogando a partida contra o Cianorte, a última da primeira fase do Estadual.

Ele não decepcionou. Marcou dois gols e teve um desempenho superior aos de Selmir e Cléo, que foram testados na posição nas últimas rodadas. A estréia não poderia ter sido melhor para o jovem atacante que iniciou tardiamente a carreira no futebol. Jogando contra seu ex-time, o Cianorte, Pedro fez apenas seu terceiro jogo com a camisa rubro-negra. Antes deste domingo, havia jogado apenas dois jogos pelo time júnior na Copa SP. Agora, tem média de um gol por jogo pelo Atlético.

Novela

No início deste ano, Pedro foi protagonista de uma verdadeira novela envolvendo seus empresários e a diretoria atleticana. Recusou-se a renovar contrato com o Furacão e ficou na mira da torcida. Depois de muita negociação, finalmente assinou com o Atlético até 2010 e teve tranqüilidade para desenvolver seu futebol. Ficou alguns dias parados em função de uma contusão e finalmente pôde fazer sua estréia na equipe ainda na primeira fase do Paranaense.

“Foi uma alegria muito grande fazer o primeiro jogo no profissional. Sinto como uma missão cumprida. Tive a oportunidade e aproveitei da melhor maneira possível. Sempre sonhei em vestir a camisa do Atlético”, comentou o atacante ao final da partida.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…