6 mar 2006 - 16h52

Juíza revoga liminar e libera Aloísio provisoriamente

A juíza Simone Galan de Figueiredo, da 1° Vara do Trabalho de Curitiba, revogou nesta segunda-feira a liminar que havia concedido anteriormente impedindo que o atleta Aloísio José da Silva defendesse o São Paulo. Na última sexta-feira, foi realizada audiência de conciliação na reclamação trabalhista movida pelo Atlético em face do jogador e do clube paulista. As partes não chegaram a um acordo.

Com a decisão judicial proferida nesta segunda, Aloísio está liberado para defender o São Paulo em competições oficiais. Porém, esta decisão não põe fim à disputa entre as partes. Todas as decisões proferidas até aqui são provisórias. Na própria decisão de hoje, a juíza Simone Figueiredo destacou que as decisões até agora proferidas "não são definitivas, possuindo caráter precário, provisório".

A juíza considerou que, neste momento, é mais importante o direito de Aloísio exercer seu trabalho. Ou seja, enquanto perduram dúvidas acerca da validade dos contratos celebrados, a Justiça entendeu que "merece proteção prioritária o trabalho humano".



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…