17 mar 2006 - 23h22

"Estilo Alemão" trouxe mudanças no futebol atleticano

Disciplina tática, vontade, treinamentos rigorosos e diferenciados e comprometimento com o clube. Essas foram as principais características do “Estilo Alemão” que Lothar Matthäus implantou no Atlético em seus 46 dias no comando do time.

Logo que chegou a Curitiba, Matthäus já foi inovando, marcando treinamentos leves nos dias de jogos – prática não muito usada no futebol brasileiro, mas bastante comum na Europa. Além disso, o treinador optou pelo rodízio de goleiros, com Tiago Cardoso e Cléber alternando o posto de camisa número um do time.

Na “Cartilha de Matthäus” disciplina era a palavra de ordem. Tanto que jogadores como o atacante Denis Marques e o meia Rodriguinho foram afastados do elenco. Rodriguinho por ter se atrasado nos treinamentos. Já Denis foi cortado da delegação que viajou para o Maranhão, na estréia na Copa do Brasil contra o Moto Club. O motivo: falta de vontade no jogo contra o Nacional, em Rolândia.

Algumas frases de efeito, sempre lembrando a honra que é vestir a camisa atleticana, marcaram o discurso de Matthäus por aqui. “Alguns jogadores não podem vestir a camisa do Atlético com essa falta de motivação. Eles têm de entender que é uma honra vestir essa camisa", disse Matthäus após a vitória por 2 a 1 sobre o Nacional, cobrando mais empenho dos atleticanos em campo.

De acordo com o ex-treinador do Atlético, sua intenção ao adotar esse estilo no comando do time era ajudar os jogadores a melhor se adaptarem numa provável transferência para o mercado europeu. “Todo jogador aqui deseja ir para a Europa para ganhar mais dinheiro e eu conheço o futebol europeu melhor do que qualquer um daqui porque joguei lá por 20 anos. Quero ensiná-los o certo e fazer com que cheguem mais fácil à Europa”, disse Matthäus recentemente.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…