22 mar 2006 - 19h42

Segundo procurador, esposa exigiu saída de Matthäus

Finalmente foi revelado o motivo que fez o treinador Lotthar Matthäus deixar o Atlético-PR. A razão tem nome e sobrenome: a sérvia Marijana Matthäus, a esposa do técnico. Segundo Márcio Bittencourt, representante da empresa inglesa que gerencia a carreira do treinador, a rescisão do contrato "ocorreu exclusivamente em função da mulher" do alemão.

"Ela não gostou do Brasil. Ela só esteve no Rio. Ficou três dias, criticou tudo o que viu. Ficou o tempo todo brigando com ele. E com certeza ela ligou para ele e falou: ou você vem (para a Europa) ou não precisa mais voltar", afirmou o empresário em entrevista ao canal SporTV.

Matthäus também enfrentou problemas com os jogadores do time paranaense. O empresário revelou que teve que mediar uma reunião entre líderes do elenco e o treinador. Os atletas reclamaram do estilo do alemão, que lançava críticas pesadas à equipe e adotou métodos estranhos ao futebol brasileiro, como treinamentos em dias de jogos.

"Eles me convocaram para que eu passasse para o Matthäus a insatisfação do grupo, para que ele tentasse melhorar, entender melhor a cultura do futebol brasileiro", contou. Bittencourt nega que a saída do treinador do time paranaense tenha relação com um possível convite para trabalhar na Europa ou na seleção alemã. "Ele sofre muita restrição na Alemanha. Ele e Klinsmann são inimigos. Não se falam. Acho impossível (Matthäus trabalhar na seleção)", opinou o agente.



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…