28 mar 2006 - 11h31

Dagoberto e Michel Bastos foram operados

O atacante Dagoberto e o lateral-esquerda Michel Bastos foram operados na noite desta segunda-feira no Hospital do Coração (HCor), em São Paulo. Os dois sofreram lesões no joelho durante a partida contra a ADAP, pelas quartas-de-final do Campeonato Paranaense 2006, na Kyocera Arena. Michel Bastos lesionou o menisco lateral, enquanto que Dagoberto lesionou o menisco medial.

Após exames preliminares realizados em Curitiba na semana passada, os médicos do Atlético concluíram que a melhor opção nos dois casos seria o procedimento cirúrgico. Em virtude do convênio firmado pelo clube com o Centro de Ortopedia e Reabilitação no Esporte (CORE) do HCor, os dois atletas viajaram para São Paulo e realizaram consultas com o médico René Abdalla, especialista em tratamento de joelho.

Após um exame clínico, Abdalla concluiu que era mesmo caso de intervenção cirúrgica e marcou o procedimento para o início da noite. O médico do Atlético Alexandre Cabral acompanhou as duas cirurgias.

Artroscopia

René Abdalla tem larga experiência em atroscopia do joelho. Nos últimos meses, ele operou os atletas Fabrício, Rogério Ceni, Grafite e Maurinho, entre outros. A artroscopia consiste em um procedimento através do qual o médico pode olhar dentro do joelho através de um aparelho composto de uma pequena luneta ligada a um sistema de televisão. Por isso, o mesmo procedimento é utilizado tanto para exames mais apurados quanto para corrigir eventuais lesões.

Nos casos de Michel Bastos e Dagoberto, foi realizado um exame clínico e depois a artroscopia. Durante este procedimento, os Drs. Abdalla e Cabral puderam constatar a extensão das lesões e imediatamente tomarem as medidas para corrigi-las.

De acordo com o site do CORE, "os instrumentos cirúrgicos pequenos, delicados e tornados visíveis pelo sistema ótico sofisticado permitem a realização de operações precisas e muito econômicas, pois retiram apenas os tecidos doentes ou quebrados, evitando grandes cortes em tecidos normais, feitos apenas para abordar-se os tecidos doentes. A artroscopia evita grandes incisões na pele e na cápsula articular, para ser possível através destes cortes, a retirada de uma lesão no menisco que no máximo tem o tamanho de 2 cm. A vantagem da artroscopia sobre a cirurgia convencional é incontestável em todos os serviços de ortopedia do mundo, pois a artroscopia alia a precisão à pouca agressidade".

Recuperação

Os médicos não gostam de estipular prazos para a recuperação de atletas, pois há vários fatores que influenciam a velocidade da reabilitação. Via de regra, são necessários cerca de 30 dias para que o jogador possa voltar a treinar com bola. Depois, devem-se computar os dias necessários para a recuperação fisica e condicionamento técnico.

Para se ter uma idéia da variação do tempo de recuperação, basta citar que o goleiro Rogério Ceni foi submetido a uma artroscopia em 11 de janeiro deste ano e voltou a disputar uma partida no dia 9 de fevereiro. Uma recuperação inferior a 30 dias, portanto. Já o lateral-direita Cafu foi operado no dia 15 de fevereiro e voltou a treinar com bola no dia 13 de março. Porém, ele ainda não disputou nenhuma partida oficial após a artroscopia. O capitão da Seleção Brasileira já se sente em condições de jogar, mas o técnico do Milan, Carlo Ancelotti, deixou-o de fora das últimas partidas do clube.

A expectativa em relação a Dagoberto e Michel Bastos é que os dois possam se recuperar no início de maio, a tempo de reforçarem o Atlético ainda nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…