29 mar 2006 - 9h20

Manchetes atleticanas desta quarta-feira

Givanildo viajou. Mas parece que volta
Parece até piada, mas não é. É sério, mas a torcida do Atlético já deve estar sentindo três tipos de medo só de pensar na possibilidade. Não é para menos. Hoje, o técnico Givanildo de Oliveira embarca para Recife para encontrar a mulher e garante que na sexta-feira estará de volta para comandar o coletivo. A última vez que um treinador viajou para visitar a família – e a cena e bem recente -, todo mundo sabe o que aconteceu. De qualquer forma, o time mantém a rotina de treinos no CT do Caju enquanto o comandante não retorna.

 

Givanildo viaja, mas volta sexta
O técnico do Atlético viaja repentinamente para resolver “problemas familiares”. Um filme nada original, que parece retirado da Sessão da Tarde, mas agora com um novo protagonista: o mega-astro internacional Lothar Matthäus deu lugar ao brasileiríssimo Givanildo Oliveira na refilmagem da história no CT do Caju.

 

Selmir pode trocar Atlético-PR por clube sul-coreano
O atacante Selmir pode deixar o Brasil e trocar o Atlético-PR pelo futebol da Coréia do Sul. A direção do Furacão não quis dar detalhes, mas, segundo especulações, o jogador vem sendo sondado pelo Pohang Stebrs, clube no qual o jogador já atuou.

 

Preocupado, Givanildo altera táticas
O técnico do Atlético, Givanildo Oliveira, comandou ontem os primeiros treinos coletivos de preparação para o jogo contra o Volta Redonda, em 5 de abril. A principal mudança foi a substituição do esquema tático 3-5-2, utilizado no clube desde o início de 2006, pelo 4-4-2.

 

Atlético treina para enfrentar o Volta Redonda
A artroscopia realizadas nos joelhos do atacante Dagoberto e do lateral Michel Bastos foi bem-sucedida e agora ambos ficarão 40 dias em recuperação. Enquanto isso, o técnico Givanildo de Oliveira continua treinando a equipe para o segundo jogo da Copa do Brasil, diante do Volta Redonda, no dia 5.

 

Atlético temporariamente sem treinador
O torcedor atleticano já viu esse filme. O técnico Givanildo Oliveira solicitou ao Atlético uma licença de dois dias para resolver problemas particulares em Recife. O treinador viajou para Recife para ficar ao lado de sua esposa, que passará por uma cirurgia. Essa história não te lembra alguma coisa, torcedor atleticano? Mas você pode ficar tranqüilo. Dessa vez, o clube não será abandonado pelo treinador como aconteceu com o alemão Lothar Matthäus, que foi para a Hungria ver a esposa e não voltou mais, deixando a diretoria rubro-negra com o mico na mão. Givanildo Oliveira retorna para Curitiba na manhã desta sexta-feira.

 


Últimas Notícias

Opinião

Se fosse simples….

…qualquer um faria! Hoje, com o advento maciço da internet, todo mundo é chef, todo mundo é coaching, todo mundo é tudo! Basta ver uma…