4 abr 2006 - 10h26

Manchetes atleticanas desta terça-feira

Atlético ganha vaga na Copa do Brasil
O Atlético não entrou em campo no domingo, mas garantiu uma conquista valiosa para o calendário do ano que vem. Tudo graças ao Sport, de Wellington, Rodriguinho e Ticão, jogadores emprestados pelo clube da Baixada. Com a ida do Leão do Norte à final do Pernambucano, o Furacão se garante na Copa do Brasil do ano que vem pelo ranking da CBF, apesar do fiasco no estadual. Assim, o Estado do Paraná garante mais um clube no “caminho mais curto para a Libertadores” e terá Tricolor, Adap, Coritiba e Atlético.

 

Atlético busca emergentes para a disputa do Nacional
Leandro, Marcos Aurélio, Glauco, Wesley, Fábio… A lista de possíveis reforços do Atlético para o Brasileiro mostra que, mesmo com o surpreendente quinto lugar no Paranaense, o clube mantém a filosofia de apostar em jogadores emergentes. Nada de ir atrás dos “nomes consagrados”.

 

Atlético-PR quase pronto para enfrentar o Volta Redonda
O Atlético-PR está praticamente definido para o segundo jogo contra o Volta Redonda, pela Copa do Brasil. As duas equipes se enfrentarão na próxima quarta-feira à noite na Arena da Baixada. A vantagem é da equipe carioca, que venceu por 2 a 1 a primeira partida e precisa de um empate para se classificar. No entanto, uma vitória simples (1 a 0) dará a vaga ao Furacão.

 

Jogadores fazem críticas veladas a Matthäus
A insatisfação dos jogadores do Atlético com o trabalho de Lothar Matthäus no comando da equipe está cada vez mais pública. Nas entrevistas após o treino de ontem, ninguém fez ataques ou críticas diretas ao ex-técnico, que dirigiu a equipe de 2 de fevereiro a 6 de março.

 

Givanildo pede mais zagueiros à diretoria rubro-negra
Bastaram alguns dias de trabalho para o técnico Givanildo Oliveira descobrir onde é que estão os maiores problemas do time do Atlético Paranaense. Ele pediu à diretoria a contratação de alguns jogadores para o setor defensivo. “Precisamos de mais zagueiros de qualidade no elenco e de dois laterais eficientes para disputarmos o Brasileiro. O ataque está bem servido e o meio-de-campo também precisa de alguns jogadores”, contou o treinador, que amanhã fará sua estréia no comando da equipe, contra o Volta Redonda, pela Copa do Brasil. “Temos poucos laterais e poucos zagueiros. Não questiono a qualidade deles, mas acho que falta quantidade”.

 


Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…