5 abr 2006 - 9h33

Entenda a matemática para a classificação

Com o resultado de 2 a 1 na partida de ida entre Atlético e Volta Redonda, o Rubro-negro entra em campo nesta quarta-feira sabendo exatamente o que precisa fazer para se classificar para as oitavas-de-final da Copa do Brasil, quando enfrenta o 15 de Novembro de Campo Bom. Para isso, uma vitória simples por 1 a 0 já garante o Furacão na próxima fase, já que o time marcou um gol na casa do adversário. No entanto, caso o Volta Redonda marque gol na partida de hoje, o Atlético precisará vencer por dois gols de diferença. Qualquer empate ou vitória carioca elimina o Atlético da competição, considerada o caminho mais curto para a Libertadores da América.

Caso o jogo de hoje repita o placar do primeiro encontro, mas favorecendo o Atlético (ou seja, vitória rubro-negra por 2 a 1) a decisão da vaga será nos pênaltis.

Esta é a décima vez que o Atlético disputa a Copa do Brasil. As melhores participações do clube na competição foram em 1992, 97, 99 e 2001, quando o acabou sendo eliminado nas quartas-de-final. Mas, de todas as vezes em que participou da Copa do Brasil, em apenas três oportunidades o time foi desclassificado antes das oitavas-de-final (em 1989, 1991 e 2003), não chegando entre os 16 melhores da competição.

E o retrospecto deste ano acaba sendo um incentivo a mais para os atleticanos. Das 18 partidas que disputou em 2006, o Atlético não passou nenhum jogo sem balançar ao menos uma vez a rede adversária – marcando 44 gols até aqui na temporada. "Podemos passar desta fase fazendo um gol e não sofrendo nenhum. Mas para isso temos que marcar forte e estar atentos durante os noventa minutos", avaliou o lateral-direita Jancarlos.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…