6 abr 2006 - 0h53

Competição era prioridade este ano

A eliminação do Atlético logo na segunda fase da Copa do Brasil causou um misto de surpresa, revolta e tristeza para a torcida do Furacão. Afinal, desde o início do ano, o discurso da diretoria era não medir esforços para fazer novamente o clube disputar a Copa Libertadores em 2007. Para isso, existiam duas opções: ganhar a Copa do Brasil (considerado o caminho mais curto rumo à competição internacional), ou ficar entre os três primeiros no Campeonato Brasileiro. Algumas vezes, chegou-se inclusive a se afirmar que o título da Copa do Brasil era a prioridade do Atlético neste ano. Um sonho que virou pesadelo e acabou neste dia 05 de abril.

Com o empate em 0 a 0 com o Volta Redonda, além da eliminação, o Atlético chegou a uma marca negativa: pela quarta vez na história o clube foi eliminado antes das oitavas-de-final da Copa do Brasil, ou seja, não conseguiu sequer figurar entre os 16 melhores times da competição. Desempenho semelhante ao deste ano o Rubro-negro teve em 1989, 1991 e 2003.

Esta é a décima vez que o Atlético disputou a Copa do Brasil. A competição, que se consagrou pelo estilo mata-mata dos jogos, fazendo de cada partida uma verdadeira decisão, não traz boas lembranças para a torcida atleticana. Afinal, as melhores campanhas do clube na Copa do Brasil foram em 1992, 97, 99 e 2001, quando o time chegou a disputar as quartas-de-final, ou seja, ficou apenas entre os oito melhores da competição.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…