13 abr 2006 - 13h22

Manchetes atleticanas desta quinta-feira

Atlético se prepara para a pressão da estréia
A poucos dias da estréia no Campeonato Brasileiro, o zagueiro Danilo avisa: “Jogar no Atlético é sempre pressão”. Em meio à turbulência das desclassificações no Paranaense e na Copa do Brasil, é assim que os jogadores do Rubro-Negro estão encarando a terceira competição do ano. Diante do Fluminense, eles esperam reencontrar a regularidade perdida dentro de casa e voltar a vencer uma partida após 42 dias. O confronto contra os cariocas está programado para domingo, às 18h10, no Estádio Joaquim Américo.

 

Prenúncio de um ano difícil
Não bastassem as inesperadas eliminações do Paranaense e da Copa do Brasil, o retrospecto dos últimos dez anos (desde que voltou à Série A) é mais um motivo de preocupação para a torcida atleticana. Uma comparação entre os desempenhos no período pré-Brasileiro e no restante de cada temporada mostra que, quando começa o ano patinando, o time também sofre no Nacional.

 

Danilo, do Atlético-PR, pede paciência aos torcedores
O zagueiro Danilo pediu paciência para a torcida do Atlético-PR nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Segundo o jogador, apesar do futebol apresentado nas últimas partidas, o Furacão vai embalar na competição.

 

Petraglia critica rebaixamento de quatro
A fórmula do Campeonato Brasileiro de 2006 não agrada à diretoria do Atlético. Quatro dos 20 participantes serão rebaixados à Série B, o que equivale a 20%. “É um percentual muito alto. A nossa vontade seria que 15% dos clubes fossem rebaixados, e não 20%”, disse o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Mário Celso Petraglia, para o site 24horasnews. com.br. “O ideal seria caírem três times e subirem três equipes”, afirmou o dirigente.

 

Trio de Ferro está pronto para Séries A e B
Passada a ressaca da final do Campeonato Paranaense, o Trio de Ferro da Capital define as equipes para as estréias no Nacional, com a chegada de reforços e a confirmação do time titular. Atlético e Paraná Clube têm novidades para o Brasileirão, assim como o Coritiba, para a Série B.

 

Para Givanildo, três reforços são suficientes
Depois de comandar o time no jogo contra o Volta Redonda e trabalhar no CT do Caju por três semanas, o técnico Givanildo Oliveira chegou à conclusão de que o elenco precisa de pelo menos três reforços para realizar uma grande campanha no Campeonato
Depois de comandar o time no jogo contra o Volta Redonda e trabalhar no CT do Caju por três semanas, o técnico Givanildo Oliveira chegou à conclusão de que o elenco precisa de pelo menos três reforços para realizar uma grande campanha no Campeonato Brasileiro deste ano.

 


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

O que já sabíamos!

“Já se sabe que foi um erro o que aconteceu, os amistosos não terem acontecido, e não ter disputado o Estadual porque a preparação ficou…