20 abr 2006 - 11h26

Fleury fala sobre a situação de Herrera

O atacante colombiano Sergio Herrera foi contratado pelo Atlético em março, mas ainda não está registrado na CBF e permanece sem condições de jogo. O técnico Givanildo Oliveira revelou na terça-feira que o jogador stá em litígio com o Al Ittihad, seu ex-clube. Ontem, alguns veículos chegaram a comparar a situação de Herrera à de Denis Marques, que rescindiu unilateralmente seu contrato com o Kuwait Sporting e posteriormente acabou sendo punido pela Fifa.

Em entrevista à Rádio Banda B publicada na edição desta quinta-feira do Jornal do Estado, o presidente João Augusto Fleury da Rocha falou sobre o assunto: "São situações absolutamente distantes. A origem é a mesma. O jogador estava insatisfeito e pediu a rescisão. Mas, fora isso, tudo mais é diferente. Ele está aguardando a liberação da Fifa. Ele rescindiu o contrato mediante reclamação na Fifa e o processo está em tramitação".

Para a Gazeta do Povo, o presidente explicou que o Atlético não tem qualquer relação na disputa entre Herrera e Al Ittihad. "É uma ação pessoal dele contra o Al Ittihad. O Atlético não é parte, apenas espera autorização para promover o registro", afirmou. Segundo o dirigente, a própria contratação de Herrera será um lucro para o Furacão, que contará com um jogador qualificado sem precisar pagar um alto valor para tanto. "Às vezes o canário belga pára na janela e você dá alpiste. Se vai ficar ou não, a decisão é dele< comparou.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…