23 abr 2006 - 17h57

Até quando, Atlético?

O calvário atleticano continua. Neste domingo, a equipe foi derrotada pelo Santos por 2 a 0 e completou seis partidas consecutivas sem vitória. O jogo foi realizado sem a presença de torcida no Estádio Papa João Paulo II, em Mogi Mirim, porque o Santos foi punido pelo STJD da CBF. Preocupado com o mau rendimento do Atlético nas últimas partidas, o técnico Givanildo Oliveira resolveu mudar a escalação e o esquema de jogo, adotando o 3-5-2.

Mas a tentativa de dar maior sustenção ao sistema defensivo foi por água abaixo quando o time levou um gol logo aos 10 minutos de jogo. Cléber Santana invadiu a área rubro-negra, contou com a falha da defesa e tocou para De Nigris, completamente livre, só empurrar para o fundo da rede. Depois do gol, o Rubro-Negro tentou colocar a bola no chão e pressionar o Peixe, mas faltou qualidade. As melhores jogadas surgiram em lances do estreante Carlos Alberto. Foi dele o cruzamento para Ferreira cabecear com muito perigo para a meta de Fábio Costa, aos 22 minutos. Depois, ele ainda cobrou uma falta e um escanteio que quase resultaram em gol.

Mas as ações ofensivas do Atlético se limitaram a jogadas esparsas. O Santos, ao contrário, postou-se na defesa e só avançou nos contra-ataques, sempre levando perigo. Neto, por duas vezes, quase ampliou o marcador.

No intervalo do jogo, o técnico Givanildo Oliveira reclamou do fato de os jogadores insistirem em jogadas pelo meio, mas observou que a equipe não estava jogando mal. Por isso, não fez nenhuma modificação já no início do segundo tempo.

Logo aos 3 minutos da etapa final, o Santos esteve a pique de marcar o segundo gol. Reinaldo recebeu lançamento na ponta-direita, ganhou de Paulo André e cruzou na medida para o mexicano De Nigris cumprimentar de cabeça. A bola estava ultrapassando a linha quando o goleiro Cléber voou e deu um tapa na bola, evitando o gol de forma de espetacular. O Atlético respondeu logo em seguida, em boa jogada de Pedro Oldoni para Evandro, que bateu cruzado, mas a reação não resultou no empate.

Aos 20 minutos, Givanildo sacou Fabrício e Evandro e colocou Ivan e Válber. O meia maranhense entrou com vontade, mas nada fez para evitar a derrota. Aos 27 minutos, Rodrigo Tabata lançou Reinaldo, que bateu na saída de Cléber e definiu o resultado da partida. Desesperado, o Atlético ainda tentou marcar pelo menos um gol. Denis Marques entrou no lugar de Carlos Alberto, Alan Bahia virou lateral-direita e Alex, volante.

No tudo ou nada, a melhor chance foi justamente o último lance do jogo. Denis Marques invadiu a área e foi derrubado pelo zagueiro Ronaldo Guiaro, mas o árbitro Clever Assunção Gonçalves ignorou o pênalti e apitou o final do jogo. Foi a segunda derrota do Atlético em duas rodadas do Campeonato Brasileiro. A próxima partida será contra o Botafogo, no Rio de Janeiro.

%ficha=488%

Melhores momentos da partida

Primeiro tempo
03 min – Kléber arrisca e manda por cima da trave.
10 min – Reinaldo cabeceia com perigo e assusta Cléber.
11 min – Gol do Santos. Zaga do Atlético falha, Cléber Santana toca de calcanhar e De Nigris, livre, manda para o gol.
22 min – Carlos Alberto cruza da direita e Ferreira, na risca da pequena área, cabeceia para fora e desperdiça uma chance clara de gol.
30 min – Carlos Alberto cobra falta da intermediária e a bola passa perto do gol.
31 min – Kléber cruza da esquerda e Cléber Santana cabeceia e assusta o goleiro Cléber.
34 min – Neto chuta de muito longe e Cléber faz boa defesa.
35 min – Léo Lima rola e Neto bate cruzado. Cléber espalma e evita o segundo gol.
44 min – Carlos Alberto cobra escanteio da direita e Paulo André cabeceia para fora.
46 min – Fim do primeiro tempo.

Segundo tempo
03 min – Reinaldo cruza da direita e De Nigris, totalmente livre, cabeceia para o gol. Cléber voa e faz uma defesa espetacular, evitando um gol praticamente certo do Santos.
05 min – Pedro Oldoni aciona Evandro na esquerda e ele bate cruzado, para defesa de Fábio Costa.
22 min – Cléber Santana lança Reinaldo na área, mas ele toca mal na saída do goleiro Cléber.
27 min – Gol do Santos. Rodrigo Tavata lança Reinaldo, que ganha de Paulo André na corrida e toca por cima de Cléber.
36 min – Neto recebe de Léo Lima, dribla Ivan e Danilo, mas chuta para fora.
47 min – Denis Marques é derrubado por Ronaldo Guiaro na risca da pequena área, mas árbitro não marca o pênalti.
47 min – Fim da partida.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…