23 abr 2006 - 17h57

Até quando, Atlético?

O calvário atleticano continua. Neste domingo, a equipe foi derrotada pelo Santos por 2 a 0 e completou seis partidas consecutivas sem vitória. O jogo foi realizado sem a presença de torcida no Estádio Papa João Paulo II, em Mogi Mirim, porque o Santos foi punido pelo STJD da CBF. Preocupado com o mau rendimento do Atlético nas últimas partidas, o técnico Givanildo Oliveira resolveu mudar a escalação e o esquema de jogo, adotando o 3-5-2.

Mas a tentativa de dar maior sustenção ao sistema defensivo foi por água abaixo quando o time levou um gol logo aos 10 minutos de jogo. Cléber Santana invadiu a área rubro-negra, contou com a falha da defesa e tocou para De Nigris, completamente livre, só empurrar para o fundo da rede. Depois do gol, o Rubro-Negro tentou colocar a bola no chão e pressionar o Peixe, mas faltou qualidade. As melhores jogadas surgiram em lances do estreante Carlos Alberto. Foi dele o cruzamento para Ferreira cabecear com muito perigo para a meta de Fábio Costa, aos 22 minutos. Depois, ele ainda cobrou uma falta e um escanteio que quase resultaram em gol.

Mas as ações ofensivas do Atlético se limitaram a jogadas esparsas. O Santos, ao contrário, postou-se na defesa e só avançou nos contra-ataques, sempre levando perigo. Neto, por duas vezes, quase ampliou o marcador.

No intervalo do jogo, o técnico Givanildo Oliveira reclamou do fato de os jogadores insistirem em jogadas pelo meio, mas observou que a equipe não estava jogando mal. Por isso, não fez nenhuma modificação já no início do segundo tempo.

Logo aos 3 minutos da etapa final, o Santos esteve a pique de marcar o segundo gol. Reinaldo recebeu lançamento na ponta-direita, ganhou de Paulo André e cruzou na medida para o mexicano De Nigris cumprimentar de cabeça. A bola estava ultrapassando a linha quando o goleiro Cléber voou e deu um tapa na bola, evitando o gol de forma de espetacular. O Atlético respondeu logo em seguida, em boa jogada de Pedro Oldoni para Evandro, que bateu cruzado, mas a reação não resultou no empate.

Aos 20 minutos, Givanildo sacou Fabrício e Evandro e colocou Ivan e Válber. O meia maranhense entrou com vontade, mas nada fez para evitar a derrota. Aos 27 minutos, Rodrigo Tabata lançou Reinaldo, que bateu na saída de Cléber e definiu o resultado da partida. Desesperado, o Atlético ainda tentou marcar pelo menos um gol. Denis Marques entrou no lugar de Carlos Alberto, Alan Bahia virou lateral-direita e Alex, volante.

No tudo ou nada, a melhor chance foi justamente o último lance do jogo. Denis Marques invadiu a área e foi derrubado pelo zagueiro Ronaldo Guiaro, mas o árbitro Clever Assunção Gonçalves ignorou o pênalti e apitou o final do jogo. Foi a segunda derrota do Atlético em duas rodadas do Campeonato Brasileiro. A próxima partida será contra o Botafogo, no Rio de Janeiro.

%ficha=488%

Melhores momentos da partida

Primeiro tempo
03 min – Kléber arrisca e manda por cima da trave.
10 min – Reinaldo cabeceia com perigo e assusta Cléber.
11 min – Gol do Santos. Zaga do Atlético falha, Cléber Santana toca de calcanhar e De Nigris, livre, manda para o gol.
22 min – Carlos Alberto cruza da direita e Ferreira, na risca da pequena área, cabeceia para fora e desperdiça uma chance clara de gol.
30 min – Carlos Alberto cobra falta da intermediária e a bola passa perto do gol.
31 min – Kléber cruza da esquerda e Cléber Santana cabeceia e assusta o goleiro Cléber.
34 min – Neto chuta de muito longe e Cléber faz boa defesa.
35 min – Léo Lima rola e Neto bate cruzado. Cléber espalma e evita o segundo gol.
44 min – Carlos Alberto cobra escanteio da direita e Paulo André cabeceia para fora.
46 min – Fim do primeiro tempo.

Segundo tempo
03 min – Reinaldo cruza da direita e De Nigris, totalmente livre, cabeceia para o gol. Cléber voa e faz uma defesa espetacular, evitando um gol praticamente certo do Santos.
05 min – Pedro Oldoni aciona Evandro na esquerda e ele bate cruzado, para defesa de Fábio Costa.
22 min – Cléber Santana lança Reinaldo na área, mas ele toca mal na saída do goleiro Cléber.
27 min – Gol do Santos. Rodrigo Tavata lança Reinaldo, que ganha de Paulo André na corrida e toca por cima de Cléber.
36 min – Neto recebe de Léo Lima, dribla Ivan e Danilo, mas chuta para fora.
47 min – Denis Marques é derrubado por Ronaldo Guiaro na risca da pequena área, mas árbitro não marca o pênalti.
47 min – Fim da partida.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…