23 abr 2006 - 19h15

Givanildo pede contratação de jogadores

Completando três jogos no comando do Atlético e sem nenhuma vitória na bagagem, o técnico Givanildo Oliveira reconhece que além de trabalho, o grupo atleticano precisa de reforços para conseguir se recuperar no Campeonato Brasileiro. Na entrevista coletiva após a derrota por 2 a 0 para o Santos, em Mogi Mirim, Givanildo afirmou estar tranqüilo quanto a sua forma de trabalho, no entanto sabe que precisa de resultados (a curto prazo) para não ter seu cargo ameaçado.

O principal ponto destacado pelo treinador foi quanto à exigência de reforços ao grupo. “Quando vim para o Atlético, eu sabia da maneira do Atlético trabalhar, sabia que era um grupo jovem, ainda em formação. E mais, um time abalado com a eliminação no Campeonato Estadual por um time, digamos, menor (referindo-se à ADAP, de Campo Mourão, que desclassificou o Rubro-negro nas quartas-de-final do Paranaense). Mas a minha esperança é de contratação”, disse o treinador, referindo-se a chegada de reforços ao time.

Sobre a partida, Givanildo destacou a boa movimentação do time em determinados momentos do jogo e lamentou a falta de conclusão. “É a segunda derrota no Brasileiro, tem momentos que eles (jogadores) ficam assustados, mas sabemos que têm potencial. Tivemos 10, 20 minutos de bom jogo, conseguindo jogar de igual para igual com o Santos, e nada de empatar. Alguma coisa tem que fazer para não ser omisso e eu não sou omisso”, afirmou, referindo-se às substituições realizadas no time na etapa complementar.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…