23 abr 2006 - 12h14

Manchetes atleticanas deste domingo

Givanildo muda tática e o time para tentar vencer
Apaga tudo! Tudo o que foi dito sobre o Atlético para a segunda rodada do campeonato brasileiro mudou. O técnico Givanildo de Oliveira resolveu ouvir os jogadores e vai encarar o Santos com esquema tático modificado.

 

Aliviado, Atlético vibra com a trégua nas vaias
Perseguido pela torcida rubro-negra, há cinco rodadas impossibilitada de comemorar uma vitória graças ao péssimo momento da equipe, o Atlético encontra hoje um palco propício para tentar a reabilitação.

 

Sem torcida, Santos enfrenta o Furacão em Mogi Mirim
O Santos jogará contra o Atlético-PR, neste domingo, às 16h, no Estádio Papa João Paulo II, em Mogi Mirim, com portões fechados.

 

Atlético busca reação com "portões fechados"
Ninguém poderá ver a partida entre Santos e Atlético, no Estádio João Paulo II, em Mogi Mirim, no interior paulista. Pelo menos não no local. O Peixe cumpre suspensão imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e será obrigado a mandar duas partidas longe de sua torcida e com os portões fechados. O Furacão espera aproveitar a ausência do "12º jogador" alvinegro para tentar afastar a crise instalada no clube desde a eliminação no Campeonato Paranaense.

 

Atlético tenta dar um bico na crise contra o Santos
Nada melhor do que um jogo sem torcida e contra um dos favoritos ao título para acabar de vez com a má fase. É exatamente isso que o Furacão vai tentar fazer. Os jogadores do Atlético-PR esperam vencer a instabilidade emocional na partida deste domingo, às 16 horas, contra o Santos, no Estádio João Paulo II, em Mogi-Mirim e finalmente voltar a fazer a sua torcida sorrir.

 


Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…