29 abr 2006 - 11h13

Manchetes atleticanas deste sábado

Givanildo tenta vencer a primeira e salvar o pescoço
A guilhotina rubro-negra está afiada outra vez, esperando apenas um vacilo do técnico Givanildo Oliveira para voltar a funcionar. À sombra dela, o treinador pode sentar pela última vez no banco de reservas do Atlético na partida de hoje contra o Botafogo, às 18h10, no Maracanã.

 

Givanildo deve encerrar seu ciclo hoje à noite
E a era Givanildo de Oliveira no Atlético parece ter seu capítulo final hoje. Independente de ganhar, perder ou empatar a partida contra o Botafogo, o técnico pernambucano dá mostras de que cansou de não receber reforços e das manobras da diretoria para contratar outro profissional para seu lugar.

 

A última chance de Givanildo Oliveira
Uma vitória ou a demissão. Givanildo Oliveira pode comandar o Atlético pela última vez neste sábado, quando a equipe enfrenta Botafogo, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Se não vencer o jogo às 18h10, no Maracanã, o treinador dificilmente permanecerá no comando do time.

 

Alvinegro enfrenta Atlético-PR, que tenta quebrar jejum de dois meses sem vitórias
A má fase do Furacão começou com a saída inesperada do alemão Lothar Matthäus, no início de março. De lá pra cá, o time perdeu cinco jogos e empatou um. Com a situação delicada, rumores durante a semana apontavam para a saída do técnico Givanildo de Oliveira em caso de mais uma derrota.

 

Atlético joga pressionado no Maracanã
O confronto entre Atlético Paranaense e Botafogo, no Maracanã, é decisivo para o técnico Givanildo de Oliveira. Outro tropeço no Brasileirão pode decretar a saída do treinador, que ainda não emplacou na Arena da Baixada.

 

Atlético: se não vencer, o Givanildo dança
O campeonato está só começando, tem muita água para passar debaixo da ponte, mas o jogo de hoje, entre Atlético e Botafogo, a partir das 18h10min, no Maracanã, já será decisivo para pelo menos uma pessoa: o técnico Givanildo Oliveira.

 


Últimas Notícias