11 maio 2006 - 10h07

Baixada é exemplo para estádios pernambucanos

A modernidade da Kyocera Arena está inspirando responsáveis de outros estádios brasileiros a promoverem reformas em suas praças esportivas. Depois de influenciar na construção da Arena Joinville e servir de modelo para projeto de diversos clubes, agora a Baixada está sendo analisada pelos pernambucanos, que prentendem estabelecer reformas na Ilha do Retiro, Arruda e Aflitos.

A Folha de Pernambuco publicou na sua edição desta quinta-feira uma reportagem sobre a iniciativa do Ministério Público Estadual pernambucano de instar Sport, Náutico e Santa Cruz a instalarem um sistema de monitoramento por imagens em seus estádios. A Kyocera Arena e suas 63 câmeras servem de exemplo para os pernambucanos.

De acordo com a matéria, a modernidade do estádio atleticano influenciou também os rivais locais. "Desde a inauguração do novo estádio do Furacão, a Arena da Baixada, em 1999, que consumiu R$ 30 milhões durante as obras, o Coxa se sentiu na obrigação de implementar melhorias no Couto Pereira, inaugurado em 1932", cita a reportagem de Rafael Carvalheira.

Clique aqui para conferir a íntegra da reportagem no site da Folha de Pernambuco.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…