20 maio 2006 - 20h44

Givanildo não apareceu na coletiva

Tradição após os jogos do Atlético, desta vez o técnico Givanildo Oliveira quebrou o protocolo e não compareceu à sala de imprensa do clube para a entrevista coletiva. A ausência do treinador acabou aumentando os boatos de uma possível demissão após mais um insucesso sob o comando do Atlético. De acordo com informações da rádio Banda B, parceira da Furacao.com, o treinador teria colocado o cargo à disposição.

Desde que chegou ao time, Givanildo comandou o Rubro-negro em sete partidas, com duas vitórias, um empate e quatro derrotas. Sob o seu comando, o time não venceu nenhum dos quatro jogos que disputou na Kyocera Arena.

O fraco desempenho vem descontentando a torcida, que por várias vezes pediu a saída do treinador. Neste sábado, na Baixada, após mais uma derrota, muitos torcedores gritaram o coro de “Fora, Givanildo!”.

Em várias oportunidades, Givanildo Oliveira afirmou que se decidisse sair do comando técnico do Atlético, a primeira pessoa que seria comunicada seria o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Mario Celso Petraglia, que foi quem o contratou. Talvez por isso não tenha comparecido à coletiva, até para fugir das perguntas dos repórteres sobre sua permanência (ou não) como técnico do Furacão.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…