20 maio 2006 - 20h44

Givanildo não apareceu na coletiva

Tradição após os jogos do Atlético, desta vez o técnico Givanildo Oliveira quebrou o protocolo e não compareceu à sala de imprensa do clube para a entrevista coletiva. A ausência do treinador acabou aumentando os boatos de uma possível demissão após mais um insucesso sob o comando do Atlético. De acordo com informações da rádio Banda B, parceira da Furacao.com, o treinador teria colocado o cargo à disposição.

Desde que chegou ao time, Givanildo comandou o Rubro-negro em sete partidas, com duas vitórias, um empate e quatro derrotas. Sob o seu comando, o time não venceu nenhum dos quatro jogos que disputou na Kyocera Arena.

O fraco desempenho vem descontentando a torcida, que por várias vezes pediu a saída do treinador. Neste sábado, na Baixada, após mais uma derrota, muitos torcedores gritaram o coro de “Fora, Givanildo!”.

Em várias oportunidades, Givanildo Oliveira afirmou que se decidisse sair do comando técnico do Atlético, a primeira pessoa que seria comunicada seria o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Mario Celso Petraglia, que foi quem o contratou. Talvez por isso não tenha comparecido à coletiva, até para fugir das perguntas dos repórteres sobre sua permanência (ou não) como técnico do Furacão.



Últimas Notícias