O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
25 maio 2006 - 11h53

O tempo passa e as coisas não mudam

Desta vez o Atlético perdeu para ele mesmo, por sua própria incompetência em arrematar a gol.

Nervosismo? Falta de sorte? Pressão? Abatimento?Givanildo? Talvez uma soma de tudo isto. Ainda vejo muita falta de ousadia no Givanildo, consigo enxergar bons valores no Atlético, Alan Bahia por exemplo, agiu ontem como um capitão, distribuindo bolas, orientando o time e até fazendo gol, o nosso único matador Pedro Oldoni está machucado, Dagoberto numa sina sem fim. Na defesa, eu gostei muito do Alex, jogou muito bem, o Paulo André tenho a impressão que não é zagueiro, talvez devesse ser testado como volante, antes fazia gols agora nem isso, tomou até lençol ontem. O Ivan tem que treinar cruzamento, o Herrera, tá tremendo na hora de concluir, pensa que é craque, só quer tocar de primeira, Ferreira não é armador, ou pelo menos não está assumindo esta função, quanto a conclusão é análoga a do Herreira. O Dênis Marques finalmente, deu uma dentro por muito pouco não empata o jogo, talvez tivesse que ter entrado mais cedo e o nosso goleiro como sempre excepcional.

Em suma, há a necessidade de pelo menos dois bons zagueiros, um grande distribuidor de bolas, e dois matadores, porque só temos Pedro Oldoni. Givanildo tem que sair, este grupo precisa de um treinador linha dura como o Leão. Não precisa ser exatamente ele, mas que tenha característica parecidas, ou estamos fadados a brincar de gangorra com o Coritiba, enquanto eles sobem, nós caímos e vice-versa.



Últimas Notícias

Opinião

Se fosse simples….

…qualquer um faria! Hoje, com o advento maciço da internet, todo mundo é chef, todo mundo é coaching, todo mundo é tudo! Basta ver uma…