29 maio 2006 - 8h50

Manchetes atleticanas desta segunda-feira

Dênis e Giva celebram ressurreição em casa
Um gol aos 47 minutos e a ressurreição. Givanildo Oliveira e Dênis Marques, tidos como “mortos” pela torcida do Atlético, ressurgiram das cinzas com a vitória sobre o Juventude, no sábado. Apesar do resultado conquistado de forma sofrida, com gol no abafa e em impedimento após uma apresentação mediana da equipe, ambos ganharam vida nova.

 

Dênis Marques quer apoio pra ser titular do Atlético na temporada
Ainda não dá para dizer que a torcida o perdoou, mas Dênis Marques pode ganhar uma nova chance com a galera. A boa apresentação, em poucos minutos, contra o São Caetano, e o gol da vitória sobre o Juventude já credenciam o atacante a pedir uma vaga no Atlético. A bola está com o técnico Givanildo de Oliveira, que pensará a respeito disso para a partida contra o Cruzeiro, quarta-feira, no Mineirão.

 

Givanildo diz que chegou a pedir demissão do clube
Com a vitória de 1 a 0 sobre o Juventude, no sábado, o técnico Givanildo de Oliveira voltou a dar entrevistas — quando o time fora derrotado por Goiás (3 a 2, na Baixada) e São Caetano (2 a 1, no ABC Paulista), o treinador se eximiu de falar. Givanildo revelou que chegou a pedir demissão à diretoria do Atlético. “Não aturo jogar em sete rodadas e perder cinco, por isso entreguei o cargo, sim. Mas o presidente (Máario Celso Petraglia) não aceitou”, disse Givanildo.

 

Givanildo aliviado com vitória do Furacão
O técnico Givanildo de Oliveira saiu bastante emocionado do jogo com o Juventude, após a dramática vitória do Atlético-PR, com o gol irregular de Dênis Marques aos 47 minutos do segundo tempo. Apesar disso, o treinador disse que há muito trabalho pela frente.

 


Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…