10 jun 2006 - 0h11

Atlético pode firmar parceria com o FC Dallas

No projeto de internacionalização do Clube Atlético Paranaense, o clube poderá ganhar um importante aliado nos Estados Unidos. Trata-se do FC Dallas, do Texas. Dirigentes do time norte-americano estiveram esta semana em Curitiba, quando conheceram a estrutura e a metodologia de formação de atletas do Atlético. Na visita, os americanos puderam conhecer o modelo de escolinha de futebol do Atlético, além da Kyocera Arena e do CT do Caju.

Estiveram em Curitiba o presidente do FC Dallas, Michael Hitchcock, o diretor de relações públicas, Germán Sferra, o gerente de projetos com a América Latina, Giampaulo Pedrosa, e o executivo do FC Dallas, Jorge Miguel.

Em entrevista ao site MLSnet.com, o presidente do FC Dallas, Michael Hitchcock, disse que o clube busca parceiros internacionais, na América Latina e Europa, usando como critério a estrutura que os clubes-parceiros poderão oferecer. Além do Atlético, ele esteve nos últimos dias conhecendo o Tigres UANL, do México.

Hitchcock não descarta a hipótese de o time do FC Dallas vir para Curitiba fazer uma pré-temporada nas dependências do CT do Caju, além do intercâmbio de jogadores entre os dois clubes.

Furacão em Dallas

O Paranaense, como o Atlético é conhecido no cenário internacional, não soa como um nome estranho aos ouvidos dos moradores de Dallas, nos Estados Unidos. Afinal, em 2004 e 2005 o time de Juniores do Atlético participou da Dallas Cup, faturando o bicampeonato da competição.

As duas conquistas atleticanas em terras norte-americanas foram de forma invicta. Em 2004, o Atlético levantou a taça ao derrotar o Argentinos Juniors por 2 a 1 na final. Na campanha vitoriosa, o clube enfrentou também a Seleção Americana Sub-18, Monterrey (do México), Deportivo Saprissa (Costa Rica) e o Blackburn Rovers (dos EUA).

No ano passado, o bicampeonato foi conquistado com a vitória por 1 a 0 sobre o Santos Laguna, do México. Com 100% de aproveitamento na competição (cinco jogos e cinco vitórias), o Rubro-negro paranaense jogou também contra o Dallas Texans Red, Seleção do Canadá Sub-18, Deportivo Saprissa e Tigres.

Este ano, o Atlético decidiu não participar da tradicional competição de categorias de base dos Estados Unidos. Isso porque, ao contrário dos anos anteriores, quando foi convidado o clube recebeu a informação de que teria que arcar com todas as despesas, além do valor da inscrição – cerca de mil dólares.

Para compensar e manter a tradição de disputas internacionais na categoria de Juniores, o Atlético disputou a Copa Saprissa, na Costa Rica, conquistando o título com a vitória nos pênaltis sobre o argentino Boca Juniors.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…