21 jun 2006 - 17h42

Atlético derrota o Coritiba e está na final

O Atlético eliminou o Coritiba na semifinal da Copa Tribuna de Futebol Júnior e se classificou para a final, contra o Paraná Clube. Em jogo realizado na tarde desta quarta-feira no CT do Caju, o Furacão derrotou o Coxa por 2 a 1 no tempo normal e superou o rival por 4 a 3 na disputa de pênaltis. Como as equipes profissionais não se enfrentarão em 2006 (algo inédito em toda a história), os Atletibas da semifinal da Copa Tribuna foram os clássicos mais importantes do ano – e o Rubro-Negro levou vantagem. No jogo de ida, no CT do Atuba, o Coritiba havia vencido por 2 a 1. Por isso, o Atlético precisava de uma vitória para avançar à final contra o Paraná Clube, já classificado.

Na primeira etapa, o Furacão teve maior posse de bola, mas criou poucas chances para abrir o marcador. A melhor oportunidade veio aos 11 minutos, em jogada do zagueiro Lucas Piasentin. O defensor cruzou para o atacante Renato, que chutou forte, mas parou no goleiro Wanderson. No rebote, Ricardinho tocou para o gol, porém o árbitro já havia paralisado o jogo, marcando impedimento do atacante atleticano. O Coritiba revidou aos 19, quando o meia Pedro Ken cruzou pela direita e o centroavante Alisson chutou para fora. Aos 33, o meia atleticano Kaio tentou de longe, mas sem perigo. Um minuto depois, a dupla Pedro Ken e Alisson tentou novamente, mas o goleiro Vagner fez fácil defesa.

Ao contrário da etapa inicial, o segundo tempo foi bastante movimentado. Precisando do resultado, o Atlético foi para cima e com menos de um minuto, o volante Chico quase marcou, de cabeça, após escanteio. Aos 14 minutos, Chico cruzou pela direita para Ricardinho, que bateu em cima do arqueiro alviverde. No lance seguinte, a zaga atleticana fez falta dentro da área e o árbitro marcou pênalti para os visitantes. Na cobrança, Pedro Ken bateu no canto esquerdo do goleiro Vagner e abriu o placar.

Dois minutos depois, o atacante Renato deixou o jogo empatado novamente. Ele aproveitou o rebote do goleiro após chute de Kaio e só teve o trabalho de tocar para o gol vazio. O entusiasmo atleticano aumentou aos 19, quando o atacante alviverde Evandro fez falta no lateral Gerônimo e recebeu o cartão vermelho. A pressão atleticana deu resultado e a virada veio em um lindo gol de Renato, aos 27 minutos. O atacante matou no peito o cruzamento de Ricardinho, ajeitou a bola na coxa e bateu no canto, sem chances para Wanderson.

O Furacão quase ampliou aos 29, primeiro com Kaio e depois com Ricardinho. Logo depois, o meia Dirceu recebeu o segundo amarelo e deixou os visitantes com nove jogadores. Faltando cinco minutos para o fim da partida, Renato impediu, com falta, o contra-ataque do Coritiba e recebeu o segundo amarelo. Na seqüência, o Furacão tentou de fora da área com Gerônimo e Dudu, mas não conseguiu evitar a decisão por pênaltis. Antes do apito final, o atacante Ricardinho também foi expulso, assim como os técnicos Leandro Niehues, do Atlético e Edison Borges, do Coritiba.

O Atlético jogou com: Vagner; Gerônimo, Edimar, Lucas Piasentin (Fernando Mineiro), Thiago Gasparino e Chico; Paulinho (Alan), Roberto (Dudu) e Kaio; Ricardinho e Renato.

Vagner, o herói

Nos pênaltis, o Furacão foi superior e venceu por 4 a 3. Logo na primeira cobrança, o goleiro Vagner fez a defesa e proporcionou a Kaio a chance colocar o Atlético em vantagem. O meia não decepcionou e converteu sua cobrança. Depois, Fernando Mineiro marcou o segundo para o Atlético, mas Alan desperdiçou a terceira cobrança. Gerônimo marcou o terceiro gol e Vagner se vingou de Pedro Ken na última cobrança do Coritiba, defendendo o chute. Para fechar a série, o polivalente Chico, da Seleção Brasileira Sub-20, fez o quarto gol rubro-negro e a torcida atleticana explodiu de alegria no CT do Caju.

Em busca do título

O time júnior do Atlético, treinado por Leandro Niehues, parte agora em busca do seu segundo título nesta temporada. Há poucos dias, o Furacão foi campeão da Copa Saprissa, na Costa Rica. O desempenho deste ano na Copa Tribuna já é bem melhor que o do ano passado, quando o Rubro-Negro caiu na fase de quartas-de-final diante do Iraty, que acabou se sagrando campeão.

O duelo contra o Paraná Clube na final da Copa Tribuna será uma repetição do confronto da final do Campeonato Paranaense de Juniores de 2005, última competição estadual da categoria. No ano passado, o Atlético conquistou o bicampeonato paranaense ao vencer um jogo por 3 a 2 e empatar o segundo por 2 a 2.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…