28 jun 2006 - 20h15

Advogado diz que Paulo André ainda pode acertar

Apesar de não ter chegado a um acordo salarial com o Le Mans, o zagueiro Paulo André ainda tem chances de defender o clube francês. O Atlético acertou a venda de 70% dos direitos econômicos do jogador na semana passada. Paulo viajou para a França na última sexta e teve reuniões com os dirigentes do time durante o final de semana.

Nesta segunda-feira, na reapresentação do elenco para a próxima temporada, o presidente Henri Legarda comunicou que as partes não haviam chegado a um acordo. "Eu acho que houve um mal-entendido e que o valor do salário bruto aqui não quer dizer a mesma coisa que no Brasil", declarou ele em entrevista ao jornal Le Maine Libre (clique aqui para ler a reportagem completa da Furacao.com).

A Furacao.com procurou os representantes de Paulo André para saber mais informações sobre o caso, além das divulgadas na imprensa francesa. De acordo com o advogado João Henrique Chiminazzo, as negociações foram mantidas mesmo após o pronunciamento oficial da diretoria do clube e, agora, o acerto está próximo. "O salário combinado com o clube era um e quando o Paulo André chegou a Le Mans o valor era completamente diferente do combinado", explicou o advogado, que confia na assinatura do contrato nos próximos dias. "Depois de muita negociação, o clube francês concordou com a proposta inicial", emendou Chiminazzo, que também é procurador do zagueiro Juninho e do meia Netinho.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…