4 jul 2006 - 15h50

Para Teixeira, Atlético precisava de experiência

O novo diretor de futebol do Atlético, Marcos Moura Teixeira, explicou a razão das contratações dos veteranos Navarro Montoya, Marcelo Silva e César. De acordo com ele, o elenco rubro-negro era muito jovem e precisava de mais experiência. As explicações foram concedidas pelo dirigente em entrevista à Rádio BandNews FM e foram tema de reportagem distribuída pela Agência Placar nesta terça-feira.

Marcos Teixeira, que é primo do presidente da CBF e já trabalhou na Seleção Brasileira e no Real Madrid, falou também sobre a eliminação do Brasil na Copa do Mundo. Uma das principais críticas dos especialistas tem sido o fato de que a Seleção contava com jogadores muito velhos, casos de Cafu, Roberto Carlos, Emerson e Ronaldo. Marcos Moura Teixeira acha que jogadores de grande capacidade técnica têm totais condições de jogar um torneio como a Copa do Mundo.

Para o Atlético, ele justificou a chegada de Navarro Montoya, de 40 anos, e de César e Marcelo Silva, ambos de 30 anos, com o fato de que o elenco era muito jovem. Além do Campeonato Brasileiro, o Atlético disputará a Copa Sul-Americana neste segundo semestre.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…